Untitled Document
DESTAQUES
Página Inicial  
Gestão Ambiental  
Programas e Resultados  
Notícias dos Programas  
Notícias  
Galeria de Imagens  
Videos  
ESGA TV  
Portfólio  
 
Clipping  
Intranet  
   
O EMPREENDIMENTO
 
 
   
CONTATO
Fale Conosco  
   
CADASTRE-SE
Receba as novidades da BR-101 Sul no seu email.

 
 
 
 

Clipagem de notícias em 30 e 31 de outubro de 2017

31/10/2017 - Jornais impressos e sites (noticiosos, de rádios, TVs, orgão públicos e demais) de SC e RS

 
Jornal Nortesul (Passo de Torres/SC) 
30/10/2017 - segunda-feira
Estado
 
Antes de viajar no feriado, saiba dos locais com redução de velocidade na BR-101
 
Os trechos duplicados da BR-101 Sul estão com a sinalização vertical (placas) e horizontal (faixas de eixo central e bordo de pistas) definitivas instaladas.
 
O final de semana prolongado, com o feriado de Finados no próximo dia 02 de novembro, trará acréscimo de veículos em movimentação pela BR-101 Sul catarinense, já a partir de quarta-feira (1º). Com isso, os usuários precisam atentar para os pontos em que a velocidade limite fixada pela sinalização rodoviária é menor, como as travessias urbanas, transposições por túneis e postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
No trecho de duplicação entre Paulo Lopes a Passo de Torres, em Santa Catarina, o limite de velocidade está fixado em 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos pesados, para carga e transporte de passageiros. Já no trecho gaúcho, entre Torres a Osório, esse limite é menor, sendo de 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesa-dos. No segmento catarinense não há redução de velocidade para travessias urbanas, já no Rio Grande do Sul, os segmentos urbanos de Torres, Três Cachoeiras, Terra de Areia e Osório o limite para todos os veículos é de 80 km/h.
Segmentos de pistas nos postos da PRF tem a velocidade limite em dois estágios, sendo reduzida para 90 km/h, num espaço de desaceleração, e passando a ser de 60 km/h na área próxima à entrada e saída de viaturas. A medida de redução no limite de velocidade deve-se à necessidade de segurança aos policiais, disposto no bordo de pistas, em operação de fiscalização ou em prestação de serviço. A sinalização vertical indicatória está disposta em ambos os sentidos de tráfego da rodovia. A redução de velocidade serve/ para todos os veículos que trafegam pela rodovia.
Outros segmentos em que há redução de velocidade estão situados entre o km 257 ao km 260, da entrada do túnel do Morro Agudo a ponte sobre o rio Cova Triste, em Paulo Lopes, entre o km 337 ao km 339, na Transposição do Morro do Formigão, em Tubarão e entre o km 66 ao km 68, em Maquiné, no Morro Alto. Nesses segmentos, a velocidade limite é de 80 km/h.
Em vias laterais, paralelas a BR-101 Sul, o limite de velocidade está fixado entre 40 km/h a 60 km/h. As vias lindeiras são os acessos entre bairros, localizados nos bordos da rodovia, onde há aglomerações urbanas e tráfego de pedestres. O limite garante a trafegabilidade de veículos e pedestres, mas para isso, os usuários precisam respeitar a sinalização vertical e horizontal, indicatória de velocidade e áreas de passagem para pessoas.
Sinalização - Os trechos duplicados da BR-101 Sul estão com a sinalização vertical (placas) e horizontal (faixas de eixo central e bordo de pistas) definitivas instaladas. As sinalizações pro-visórias em fase de obras foram retiradas para que a nova pudesse ser instalada. Com isso, os usuários da rodovia devem atentar para a nova configuração de placas e faixas, principalmente nos acessos a obras de arte especiais (OAEs), que são as ligações entre a rodovia federal e as cidades lindeiras.
 
Portal Engeplus (Criciúma/SC) 
30/10/2017 - segunda-feira
Viagens 
 
Saiba os locais com redução de velocidade na BR-101
 
O final de semana prolongado, com o feriado de Finados no próximo dia 2 de novembro, tra-rá acréscimo de veículos em movimentação pela BR-101 Sul catarinense, já a partir de quarta-feira. Com isso, os usuários precisam atentar para os pontos em que a velocidade limite fixada pela sinalização rodoviária é menor, como as travessias urbanas, transposições por túneis e postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
No trecho de duplicação entre Paulo Lopes a Passo de Torres, em Santa Catarina, o limite de velocidade está fixado em 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos pesados, para carga e transporte de passageiros. Já no trecho gaúcho, entre Torres a Osório, esse limite é menor, sendo de 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesa-dos.
No segmento catarinense não há redução de velocidade para travessias urbanas, já no Rio Grande do Sul, os segmentos urbanos de Torres, Três Cachoeiras, Terra de Areia e Osório o limite para todos os veículos é de 80 km/h.
Segmentos de pistas nos postos da PRF tem a velocidade limite em dois estágios, sendo reduzida para 90 km/h, num espaço de desaceleração, e passando a ser de 60 km/h na área próxima à entrada e saída de viaturas. A medida de redução no limite de velocidade deve-se à necessidade de segurança aos policiais, disposto no bordo de pistas, em operação de fiscalização ou em prestação de serviço.
A sinalização vertical indicatória está disposta em ambos os sentidos de tráfego da rodovia. A redução de velocidade serve/ para todos os veículos que trafegam pela rodovia.
Outros segmentos em que há redução de velocidade estão situados entre o km 257 ao km 260, da entrada do túnel do Morro Agudo a ponte sobre o rio Cova Triste, em Paulo Lopes, entre o km 337 ao km 339, na Transposição do Morro do Formigão, em Tubarão e entre o km 66 ao km 68, em Maquiné, no Morro Alto. Nesses segmentos, a velocidade limite é de 80 km/h.
Em vias laterais, paralelas a BR-101 Sul, o limite de velocidade está fixado entre 40 km/h a 60 km/h. As vias lindeiras são os acessos entre bairros, localizados nos bordos da rodovia, onde há aglomerações urbanas e tráfego de pedestres. O limite garante a trafegabilidade de veículos e pedestres, mas para isso, os usuários precisam respeitar a sinalização vertical e horizontal, indicatória de velocidade e áreas de passagem para pessoas.
Sinalização – Os trechos duplicados da BR-101 Sul estão com a sinalização vertical (placas) e horizontal (faixas de eixo central e bordo de pistas) definitivas instaladas. As sinalizações provisórias em fase de obras foram retiradas para que a nova pudesse ser instalada. Com isso, os usuários da rodovia devem atentar para a nova configuração de placas e faixas, principalmen-te nos acessos a obras de arte especiais (OAEs), que são as ligações entre a rodovia federal e as cidades lindeiras.
 
Portal Sul in Foco (Lauro Müller/SC) 
30/10/2017 - segunda-feira
Trânsito 
 
DNIT/SC tem frentes de conservação na travessia urbana da BR-101, em Pescaria Brava
 
Motoristas e pedestres que circulem, nos próximos dias, entre o km 316 ao km 323 da BR-101 Sul catarinense devem ter atenção redobrada para trabalhos de conservação e manutenção preventiva em pistas, obras de arte especiais (OAEs) e vias lindeiras.
Nessa segunda-feira (30), o DNIT/SC mantem equipes de manutenção nos bairros de San-tiago e KM 37, na travessia urbana de Pescaria Brava, com roçada de vegetação rasteira e arbó-rea, coleta de resíduos sólidos (lixo) capina em bordos e calçadas, com limpeza do sistema de drenagem – captações, canaletas, sarjetas e dutos.
As equipes de conservação seguem em direção ao Norte, com trabalhadores e equipamen-tos próximos dias pistas e vias lindeiras. O serviço de conservação elimina o excesso das gra-míneas que mantêm taludes e canteiros contra processos erosivos e, quando necessário, retira galhos e árvores que obstruam acostamentos, vias laterais e calçadas ao longo da rodovia fede-ral.
Os serviços vão avançar mantendo-se o tempo estável na região. Os motoristas, tanto os de longo curso quanto em trânsito local, devem ter atenção redobrada ao trafegar pelos trechos on-de estão sendo realizadas as operações de limpeza na vegetação. Em alguns espaços, os traba-lhos serão sobre a pista com homens e equipamentos expostos ao trânsito de veículos. Os pe-destres, por vez, devem evitar a circulação pelas vias laterais próxima das roçadas.
Além da roçada, serão feitas a coleta de resíduos sólidos (lixo) nos taludes, bordos e cantei-ros da BR-101, sendo destinados para reciclagem. Complementam a listagem de tarefas a reti-rada de sedimentos e partes automovias nas vias laterais, a limpeza dos acostamentos e de-sobstrução do sistema de drenagem (sarjetas, captações, valas e vazantes). Os trabalhos nesse segmento serão executados nos próximos dias, com continuidade na semana que vem.
Os trabalhos são parte do calendário de serviços indispensáveis à conservação da plata-forma de pistas, sistema de drenagem, travessias de pedestres e obras de artes especiais cons-truídos na duplicação da rodovia federal. A retirada da vegetação e lixo é necessária, também, para a manutenção dos elementos de sinalização rodoviária (placas, painéis, defensas metálicas, etc.) e também para a melhor visualização e compreensão pelos motoristas. Já a coleta de lixo evita que materiais sólidos acabem dentro do sistema de escoamento, danificando bocas de lobo e as galerias debaixo das pistas.
Para informações, o DNIT/SC e o consórcio Concremat-Tecnosolo (Gestora Ambiental) dis-ponibilizam o Serviço de Atendimento ao Usuário da BR-101 Sul, pelo telefone 0800 6030 101. As ligações são gratuitas e devem ser feita via telefonia convencional, com horário de funciona-mento entre 08:00 horas às 20:00 horas, de segunda a sexta-feira.
 
Portal Contato (Araranguá/SC) 
31/10/2017 - terça-feira
Últimas notícias 
 
Laguna: DNIT fará trabalhos de manutenção de ponte
 
Com atividades finalizadas, o fluxo de veículos voltará ao espaço normal na plataforma.
Laguna- O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) fará na pró-xima terça-feira, 31, trabalhos de manutenção no sistema elétrico da ponte Anita Garibaldi.
As atividades serão direcionadas para a desratização (eliminação de roedores) em eletrodu-tos, painéis elétricos e estrutura ao longo dos 2.830 metros construídos na travessia da BR-101 Sul, ação necessária para manter o sistema elétrico livre de danos causados pelos animais.
Os trabalhos serão realizados entre 7h30min e 17 h, com necessidade de interrupção em uma das faixas de rolagem em ambos os sentidos de tráfego por vez, com espaços identificados pela sinalização provisória de obras.
Com atividades finalizadas, o fluxo de veículos voltará ao espaço normal na plataforma. Em caso de chuva, toda a logística será cancelada e redefinida para nova data.
Em abril passado, animais roedores desencaparam a fiação sobre os cabos de sinal (que fazem a comunicação entre os sensores que indicam quando as luzes devem ligar), que acabou interrompendo a comunicação entre os equipamentos do sistema de iluminação cênica (refleto-res), deixando uma das torres da ponte sem iluminação.
O DNIT/SC fez toda a manutenção corretiva necessária, mas o problema foi registrado no-vamente no início do mês de Maio. Desde então a autarquia fez estudos para eliminar e prevenir a presença de roedores na ponte.
 
Portal JINews (Içara/SC) 
30/10/2017 - segunda-feira
BR-101
 
DNIT/SC tem frentes de conservação na travessia urbana da BR-101, em Pescaria Brava 
 
Motoristas e pedestres que circulem, nos próximos dias, entre o km 316 ao km 323 da BR-101 Sul catarinense devem ter atenção redobrada para trabalhos de conservação e manutenção preventiva em pistas, obras de arte especiais (OAEs) e vias lindeiras. Nessa segunda-feira, 30, o DNIT/SC mantem equipes de manutenção nos bairros de Santiago e KM 37, na travessia urbana de Pescaria Brava, com roçada de vegetação rasteira e arbórea, coleta de resíduos sólidos (lixo) capina em bordos e calçadas, com limpeza do sistema de drenagem – captações, canaletas, sarjetas e dutos.  
As equipes de conservação seguem em direção ao Norte, com trabalhadores e equipamen-tos próximos dias pistas e vias lindeiras. O serviço de conservação elimina o excesso das gra-míneas que mantêm taludes e canteiros contra processos erosivos e, quando necessário, retira galhos e árvores que obstruam acostamentos, vias laterais e calçadas ao longo da rodovia fede-ral. Os serviços vão avançar mantendo-se o tempo estável na região. Os motoristas, tanto os de longo curso quanto em trânsito local, devem ter atenção redobrada ao trafegar pelos trechos on-de estão sendo realizadas as operações de limpeza na vegetação. Em alguns espaços, os traba-lhos serão sobre a pista com homens e equipamentos expostos ao trânsito de veículos. Os pe-destres, por vez, devem evitar a circulação pelas vias laterais próxima das roçadas.
Além da roçada, serão feitas a coleta de resíduos sólidos (lixo) nos taludes, bordos e cantei-ros da BR-101, sendo destinados para reciclagem. Complementam a listagem de tarefas a reti-rada de sedimentos e partes automovias nas vias laterais, a limpeza dos acostamentos e de-sobstrução do sistema de drenagem (sarjetas, captações, valas e vazantes). Os trabalhos nesse segmento serão executados nos próximos dias, com continuidade na semana que vem. 
Os trabalhos são parte do calendário de serviços indispensáveis à conservação da plata-forma de pistas, sistema de drenagem, travessias de pedestres e obras de artes especiais cons-truídos na duplicação da rodovia federal. A retirada da vegetação e lixo é necessária, também, para a manutenção dos elementos de sinalização rodoviária (placas, painéis, defensas metálicas, etc.) e também para a melhor visualização e compreensão pelos motoristas. Já a coleta de lixo evita que materiais sólidos acabem dentro do sistema de escoamento, danificando bocas de lobo e as galerias debaixo das pistas.  
Para informações, o DNIT/SC e o consórcio Concremat-Tecnosolo (Gestora Ambiental) dis-ponibilizam o Serviço de Atendimento ao Usuário da BR-101 Sul, pelo telefone 0800 6030 101. As ligações são gratuitas e devem ser feita via telefonia convencional, com horário de funciona-mento entre 08:00 horas às 20:00 horas, de segunda a sexta-feira. 
  
Antes de viajar no feriado, saiba dos locais com redução de velocidade na BR-101
O final de semana prolongado, com o feriado de Finados no próximo dia 02 de novembro, trará acréscimo de veículos em movimentação pela BR-101 Sul catarinense, já a partir de quarta-feira (1º). Com isso, os usuários precisam atentar para os pontos em que a velocidade limite fixada pela sinalização rodoviária é menor, como as travessias urbanas, transposições por túneis e postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
No trecho de duplicação entre Paulo Lopes a Passo de Torres, em Santa Catarina, o limite de velocidade está fixado em 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos pesados, para carga e transporte de passageiros. Já no trecho gaúcho, entre Torres a Osório, esse limite é menor, sendo de 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesa-dos. No segmento catarinense não há redução de velocidade para travessias urbanas, já no Rio Grande do Sul, os segmentos urbanos de Torres, Três Cachoeiras, Terra de Areia e Osório o limite para todos os veículos é de 80 km/h.
Segmentos de pistas nos postos da PRF tem a velocidade limite em dois estágios, sendo reduzida para 90 km/h, num espaço de desaceleração, e passando a ser de 60 km/h na área próxima à entrada e saída de viaturas. A medida de redução no limite de velocidade deve-se à necessidade de segurança aos policiais, disposto no bordo de pistas, em operação de fiscalização ou em prestação de serviço. A sinalização vertical indicatória está disposta em ambos os sentidos de tráfego da rodovia. A redução de velocidade serve/ para todos os veículos que trafegam pela rodovia.
Outros segmentos em que há redução de velocidade estão situados entre o km 257 ao km 260, da entrada do túnel do Morro Agudo a ponte sobre o rio Cova Triste, em Paulo Lopes, entre o km 337 ao km 339, na Transposição do Morro do Formigão, em Tubarão e entre o km 66 ao km 68, em Maquiné, no Morro Alto. Nesses segmentos, a velocidade limite é de 80 km/h.
Em vias laterais, paralelas a BR-101 Sul, o limite de velocidade está fixado entre 40 km/h a 60 km/h. As vias lindeiras são os acessos entre bairros, localizados nos bordos da rodovia, onde há aglomerações urbanas e tráfego de pedestres. O limite garante a trafegabilidade de veículos e pedestres, mas para isso, os usuários precisam respeitar a sinalização vertical e horizontal, indicatória de velocidade e áreas de passagem para pessoas.
Sinalização – Os trechos duplicados da BR-101 Sul estão com a sinalização vertical (placas) e horizontal (faixas de eixo central e bordo de pistas) definitivas instaladas. As sinalizações provisórias em fase de obras foram retiradas para que a nova pudesse ser instalada. Com isso, os usuários da rodovia devem atentar para a nova configuração de placas e faixas, principalmen-te nos acessos a obras de arte especiais (OAEs), que são as ligações entre a rodovia federal e as cidades lindeiras.
 
Portal Destaque Sul (Orleans/SC) 
30/10/2017 - segunda-feira
Geral 
 
Ponte Anita Garibaldi passará por manutenção
 
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) fará na próxima ter-ça-feira, 31, trabalhos de manutenção no sistema elétrico da ponte Anita Garibaldi, em Laguna. As atividades serão direcionadas para a desratização (eliminação de roedores) em eletrodutos, painéis elétricos e estrutura ao longo dos 2.830 metros de travessia da BR-101 Sul. A ação é necessária para manter o sistema elétrico livre de danos causados pelos animais.
Os trabalhos serão realizados entre 7h30min e 17h, com necessidade de interrupção em uma das faixas de rolagem em ambos os sentidos de tráfego, com espaços identificados pela sinalização provisória de obras. Com atividades finalizadas, o fluxo de veículos voltará ao normal. Em caso de chuva, toda a logística será cancelada e redefinida para nova data.
Em abril, animais roedores desencaparam a fiação sobre os cabos de sinal (que fazem a comunicação entre os sensores que indicam quando as luzes devem ligar), o que acabou inter-rompendo a comunicação entre os refletores, deixando uma das torres da ponte sem iluminação. O DNIT fez a manutenção corretiva, mas o problema foi registrado novamente no início de maio. Desde então, a autarquia fez estudos para eliminar e prevenir a presença de roedores na ponte.
 
Portal Ligados no Sul (Orleans/SC) 
30/10/2017 - segunda-feira
Geral 
 
Ponte Anita Garibaldi passará por manutenção
 
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) fará na próxima ter-ça-feira, 31, trabalhos de manutenção no sistema elétrico da ponte Anita Garibaldi, em Laguna. As atividades serão direcionadas para a desratização (eliminação de roedores) em eletrodutos, painéis elétricos e estrutura ao longo dos 2.830 metros de travessia da BR-101 Sul. A ação é necessária para manter o sistema elétrico livre de danos causados pelos animais.
Os trabalhos serão realizados entre 7h30min e 17h, com necessidade de interrupção em uma das faixas de rolagem em ambos os sentidos de tráfego, com espaços identificados pela sinalização provisória de obras. Com atividades finalizadas, o fluxo de veículos voltará ao normal. Em caso de chuva, toda a logística será cancelada e redefinida para nova data.
Em abril, animais roedores desencaparam a fiação sobre os cabos de sinal (que fazem a comunicação entre os sensores que indicam quando as luzes devem ligar), o que acabou inter-rompendo a comunicação entre os refletores, deixando uma das torres da ponte sem iluminação. O DNIT fez a manutenção corretiva, mas o problema foi registrado novamente no início de maio. Desde então, a autarquia fez estudos para eliminar e prevenir a presença de roedores na ponte.
 
Rádio Stylo FM 102.1 (Braço do Norte/SC) 
30/10/2017 - segunda-feira
Notícias 
 
Antes de viajar no feriado, saiba dos locais com redução de velocidade na BR-101
 
O final de semana prolongado, com o feriado de Finados no próximo dia 02 de novembro, trará acréscimo de veículos em movimentação pela BR-101 Sul catarinense, já a partir de quarta-feira (1º). Com isso, os usuários precisam atentar para os pontos em que a velocidade limite fixada pela sinalização rodoviária é menor, como as travessias urbanas, transposições por túneis e postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
No trecho de duplicação entre Paulo Lopes a Passo de Torres, em Santa Catarina, o limite de velocidade está fixado em 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos pesados, para carga e transporte de passageiros. Já no trecho gaúcho, entre Torres a Osório, esse limite é menor, sendo de 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesa-dos. No segmento catarinense não há redução de velocidade para travessias urbanas, já no Rio Grande do Sul, os segmentos urbanos de Torres, Três Cachoeiras, Terra de Areia e Osório o limite para todos os veículos é de 80 km/h.
Segmentos de pistas nos postos da PRF tem a velocidade limite em dois estágios, sendo reduzida para 90 km/h, num espaço de desaceleração, e passando a ser de 60 km/h na área próxima à entrada e saída de viaturas. A medida de redução no limite de velocidade deve-se à necessidade de segurança aos policiais, disposto no bordo de pistas, em operação de fiscalização ou em prestação de serviço. A sinalização vertical indicatória está disposta em ambos os sentidos de tráfego da rodovia. A redução de velocidade serve/ para todos os veículos que trafegam pela rodovia.
Outros segmentos em que há redução de velocidade estão situados entre o km 257 ao km 260, da entrada do túnel do Morro Agudo a ponte sobre o rio Cova Triste, em Paulo Lopes, entre o km 337 ao km 339, na Transposição do Morro do Formigão, em Tubarão e entre o km 66 ao km 68, em Maquiné, no Morro Alto. Nesses segmentos, a velocidade limite é de 80 km/h.
Em vias laterais, paralelas a BR-101 Sul, o limite de velocidade está fixado entre 40 km/h a 60 km/h. As vias lindeiras são os acessos entre bairros, localizados nos bordos da rodovia, onde há aglomerações urbanas e tráfego de pedestres. O limite garante a trafegabilidade de veículos e pedestres, mas para isso, os usuários precisam respeitar a sinalização vertical e horizontal, indicatória de velocidade e áreas de passagem para pessoas.
Sinalização – Os trechos duplicados da BR-101 Sul estão com a sinalização vertical (placas) e horizontal (faixas de eixo central e bordo de pistas) definitivas instaladas. As sinalizações provisórias em fase de obras foram retiradas para que a nova pudesse ser instalada. Com isso, os usuários da rodovia devem atentar para a nova configuração de placas e faixas, principalmen-te nos acessos a obras de arte especiais (OAEs), que são as ligações entre a rodovia federal e as cidades lindeiras.
 
Site Olhar do Sul (Orleans/SC) 
30/10/2017 - segunda-feira
Geral
 
Antes de viajar no feriado, saiba dos locais com redução de velocidade na BR-101
 
O final de semana prolongado, com o feriado de Finados no próximo dia 02 de novembro, trará acréscimo de veículos em movimentação pela BR-101 Sul catarinense, já a partir de quarta-feira (1º). Com isso, os usuários precisam atentar para os pontos em que a velocidade limite fixada pela sinalização rodoviária é menor, como as travessias urbanas, transposições por túneis e postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
No trecho de duplicação entre Paulo Lopes a Passo de Torres, em Santa Catarina, o limite de velocidade está fixado em 110 km/h para veículos de pequeno porte e 90 km/h para veículos pesados, para carga e transporte de passageiros. Já no trecho gaúcho, entre Torres a Osório, esse limite é menor, sendo de 100 km/h para veículos pequenos e 80 km/h para veículos pesa-dos. No segmento catarinense não há redução de velocidade para travessias urbanas, já no Rio Grande do Sul, os segmentos urbanos de Torres, Três Cachoeiras, Terra de Areia e Osório o limite para todos os veículos é de 80 km/h.
Segmentos de pistas nos postos da PRF tem a velocidade limite em dois estágios, sendo reduzida para 90 km/h, num espaço de desaceleração, e passando a ser de 60 km/h na área próxima à entrada e saída de viaturas. A medida de redução no limite de velocidade deve-se à necessidade de segurança aos policiais, disposto no bordo de pistas, em operação de fiscalização ou em prestação de serviço. A sinalização vertical indicatória está disposta em ambos os sentidos de tráfego da rodovia. A redução de velocidade serve/ para todos os veículos que trafegam pela rodovia.
Outros segmentos em que há redução de velocidade estão situados entre o km 257 ao km 260, da entrada do túnel do Morro Agudo a ponte sobre o rio Cova Triste, em Paulo Lopes, entre o km 337 ao km 339, na Transposição do Morro do Formigão, em Tubarão e entre o km 66 ao km 68, em Maquiné, no Morro Alto. Nesses segmentos, a velocidade limite é de 80 km/h.
Em vias laterais, paralelas a BR-101 Sul, o limite de velocidade está fixado entre 40 km/h a 60 km/h. As vias lindeiras são os acessos entre bairros, localizados nos bordos da rodovia, onde há aglomerações urbanas e tráfego de pedestres. O limite garante a trafegabilidade de veículos e pedestres, mas para isso, os usuários precisam respeitar a sinalização vertical e horizontal, indicatória de velocidade e áreas de passagem para pessoas.
Sinalização – Os trechos duplicados da BR-101 Sul estão com a sinalização vertical (placas) e horizontal (faixas de eixo central e bordo de pistas) definitivas instaladas. As sinalizações provisórias em fase de obras foram retiradas para que a nova pudesse ser instalada. Com isso, os usuários da rodovia devem atentar para a nova configuração de placas e faixas, principalmen-te nos acessos a obras de arte especiais (OAEs), que são as ligações entre a rodovia federal e as cidades lindeiras.
 
 

 

 

Voltar para Todos os Clippings
menu_esquerdo
LAGUNA/SC
TUBARÃO/SC
PALHOÇA/SC
COMPARTILHE

Acesse a ESGA TV

 
 
 
EVENTOS AO VIVO

 

Todos os Direitos Reservados | 101sul.com.br | CONCREMAT - TECNOSOLO - WORLEYPARSONS