Untitled Document
DESTAQUES
Página Inicial  
Gestão Ambiental  
Programas e Resultados  
Notícias dos Programas  
Notícias  
Galeria de Imagens  
Videos  
ESGA TV  
Portfólio  
 
Clipping  
Intranet  
   
O EMPREENDIMENTO
 
 
   
CONTATO
Fale Conosco  
   
CADASTRE-SE
Receba as novidades da BR-101 Sul no seu email.

 
 
 
 

Clipagem de notícias em 11 e 12 de julho de 2017

12/07/2017 - Jornais impressos e sites (noticiosos, de rádios, TVs, orgão públicos e demais) de SC e RS

 
Portal JI News (Içara/SC) 
11/07/2017 - terça-feira
BR-101
 
DNIT/SC faz reforço em pintura de faixas em pistas da BR-101 Sul, nesta semana
 
O DNIT/SC fará, durante toda esta semana, trabalhos de reforço e remarcação na pintura das faixas de eixo central e bordos da BR-101 Sul, nos segmentos que passaram por trabalhos de melhorias no pavimento. A autarquia começa, nesta terça-feira (11) a repintar a plataforma de tráfego entre o km 300 ao km 309, em Laguna, sobre o fluxo de veículos no sentido Florianópolis-POA. Com as atividades, a circulação de veículos será redimensionada para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, com espaços delimitados pela sinalização provisória. A ação é paliativa até que a rodovia federal receba nova pintura termoplástica definitiva, feita dentro do programa BR Legal.
A sinalização, em cor branca e com traço descontínuo (tracejado) ao longo do pavimento, indica a divisão de pista única em duas faixas de rolagem, com fluxo de veículos em mesmo sentido, com possibilidade de troca entre faixas. Esse tipo de reforço é comum após trabalhos de melhorias em pistas e vias laterais da BR-101 Sul catarinense, usada entre o final de obras e a instalação da sinalização rodoviária definitiva. A pintura, usada nesse caso, tem resistência e refletividade em menor escala que a tinta termoplástica, mas oferece boa definição e visibilidade.
Além do trecho lagunense, a autarquia fará pintura na BR-101 em Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Jaguaruna, Sangão e Içara. O objetivo da melhoria da sinalização é garantir a trafegabilidade dos usuários, garantindo a segurança neste segmento em pós melhorias. Os motoristas que trafegam pelo trecho devem atentar a sinalização disposta, respeitando os limites de velocidade definidos.
Os trabalhos vão continuar nos próximos dias, dentro das condições de tempo estável. Com chuva, a pintura é suspensa e vai aguardar pelo secagem da plataforma asfáltica.
 
 Seca aumenta chances de queimadas em bordos da BR-101 Sul/SC
O tempo seco na região Sul catarinense lança alerta aos motoristas, pedestres e moradores lindeiros da BR-101: queimadas em vegetação nos bordos de pistas estão se tornando frequentes e oferecem riscos a todos os usuários da rodovia federal. A formação verde que serve de mecanismo para estancar processos erosivos acaba sendo afetada, seja pelo tempo seco, seja pelos trabalhos de roçada. Principalmente as gramíneas instaladas em taludes, ou a vegetação que cobre encostas e bordos de pistas seca e se transforma em combustível para queimadas.
A biomassa formada pelas gramíneas ao longo das pistas duplicadas, quando seca, fica sujeita ao fogo por conta de pequenos traços de fuligem expelido por descargas de caminhões – principalmente, por conta da potência e diâmetros dos escapes das descargas, resto de cigarro ou por ação de pessoas.
Quem iniciar queimada está sujeito à penalização de acordo com o decreto 6.514/08, que dispõe sobre as infrações e sanções administrativas ao meio ambiente. As punições vão desde o embargo de obras ou atividades realizadas em áreas irregularmente desmatadas ou queimadas, com multas, por fazer uso do fogo em áreas de pastagem sem autorização do órgão competente ou em desacordo com autorização obtida.
Recuperação da mata – A vegetação devastada por queimadas, nos bordos da BR-101 Sul, pode se recuperar, porém, de forma lenta. Depende da intensidade do incêndio, e do poder de devastação e estrago que ele causou para a mata. A intensidade do fogo e os danos causados são fatores primordiais apontados para estimar o tempo que a vegetação levaria para se recuperar. Outro fator apontado é a proximidade de locais de matas mais preservados, de onde poderiam chegar sementes trazidas pelo vento ou pela fauna local.
Atenção redobrada – O fogo nos bordos da rodovia, além de trazer riscos de queimaduras aos usuários, afeta na visibilidade das pistas. Ao avistar um foco de queimada, a recomendação é ligar para os telefones de emergência da Polícia Rodoviária Federal (191) ou Corpo de Bombeiros (193).
Ao entrar em um nevoeiro ou em uma nuvem de fumaça, o motorista deve tomar alguns cuidados para prevenir acidentes. Andar sempre com os faróis acessos, usando a luz baixa. A luz alta dos faróis ofusca a visão dos motoristas que trafegam em sentido contrário, pois a luz refletida no nevoeiro branco piora a visibilidade. Não pare sobre a pista e não ligue os piscas-alerta quando estiver em movimento. Se o nevoeiro estiver muito denso, procure local seguro fora do acostamento para estacionar. A faixa refletiva, obrigatório nos veículos de carga, é indispensável para garantir a segurança nas estradas, principalmente durante a noite, dias chuvosos e em nevoeiros.
 
Pneus abandonados na duplicação da BR-101/SC e o risco aos motociclistas
Depois da troca de pneu danificado, os usuários da BR-101 Sul catarinense devem dar o destino correto para carcaça. O abandono sobre as pistas duplicadas oferece risco de acidentes, principalmente aos motociclistas, e se torna potencial criadouro de transmissores de doenças, como mosquitos da dengue. O descarte correto evita acidentes e mantem o meio ambiente equilibrado.
Pelo processo de recapagem, pneus são recondicionados e postos para rodar, porém, muitos deles não suportam a fadiga sofrida e acabam sendo deixados sobre a rodovia federal. Um dos problemas gerados por esse abandono refere-se à multiplicação de mosquitos causadores da dengue na água depositada pela chuva. No inverno, a criação desse vetor é menor, porém, o descarte de pneus usados continua.
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) realiza periodicamente a coleta e reciclagem do lixo recolhido em taludes e no canteiro central da BR-101 Sul. A coleta vai evitar que materiais descartados por motoristas que trafegam pela rodovia acabem nos sistemas de drenagem, causando assoreamento das galerias ou se tornem criatórios de mosquitos e ratos. A autarquia mantém equipe para recolhimento de unidades danificadas de pneus deixados pela rodovia federal, evitando acidentes.
O resto de pneus recolhidos é depositado em local definido. Plásticos, garrafas PET, vidro, papel e papelão também são recolhidos e enviados à reciclagem.
Segurança na pista – Os pneus deixados em bordos e canteiro central da BR-101 Sul oferecem riscos de acidentes aos usuários. Restos desse material são barreiras perigosas para os motociclistas. Ao obstruir bueiros e valetas, a água que transborda para a pista forma uma película sobre a rodovia. Os veículos estão sujeitos a deslizar e perder a aderência (aquaplanagem) com a pista e causando um sério acidente.
Os pneus abandonados nos acostamentos da BR-101 Sul vão se tornando passivos ambientais na medida em que cresce o número de unidades abandonadas. Na natureza, um pneu não tem tempo determinado para se decompor. No pais, cerca de 17,5 milhões de pneus são produzidos por ano e cerca de 450 mil toneladas são descartadas.
Uma das alternativas mais usadas para o reaproveitamento dos pneus descartados é a recauchutagem. Neste processo, os pneus gastos recebem uma nova camada de borracha, tendo uma vida útil igual ao novo. O Brasil é o segundo maior produtor mundial de recauchutagens. Recauchutar não é reciclar. A reciclagem dos pneus é muito complicada, já que grande parte deles são modelos radiais, que possuem no interior uma estrutura metálica, feita de aço, que dificulta a separação da borracha e demanda um custo maior na trituração. Depois de triturada, a borracha recebe um banho químico, moído e, por fim, usado para diversos fins.
Educação Ambiental – Nas obras de duplicação da BR-101 Sul, entre os 22 programas socioambientais e um estudo desenvolvidos, há um específico para a Educação Ambiental. O consórcio Concremat-Tecnosolo, contratado pelo DNIT para a Gestão Ambiental da duplicação na BR-101 Sul, através de palestras, visita a escolas e comunidades lindeiras à rodovia, com uma equipe de educadores que procura conscientizar alunos, professores, trabalhadores e motoristas sobre os aspectos da obra e projetos ambientais paralelos às obras na BR-101 Sul.
 
Portal Destaque Sul (Orleans/SC) 
11/07/2017 - terça-feira
Geral
 
DNIT/SC faz reforço em pintura de faixas em pistas da BR-101 Sul, nesta semana
 
O DNIT/SC fará, durante toda esta semana, trabalhos de reforço e remarcação na pintura das faixas de eixo central e bordos da BR-101 Sul, nos segmentos que passaram por trabalhos de melhorias no pavimento. A autarquia começa, nesta terça-feira (11) a repintar a plataforma de tráfego entre o km 300 ao km 309, em Laguna, sobre o fluxo de veículos no sentido Florianópolis-POA.
Com as atividades, a circulação de veículos será redimensionada para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, com espaços delimitados pela sinalização provisória. A ação é paliativa até que a rodovia federal receba nova pintura termoplástica definitiva, feita dentro do programa BR Legal.
A sinalização, em cor branca e com traço descontínuo (tracejado) ao longo do pavimento, indica a divisão de pista única em duas faixas de rolagem, com fluxo de veículos em mesmo sentido, com possibilidade de troca entre faixas. Esse tipo de reforço é comum após trabalhos de melhorias em pistas e vias laterais da BR-101 Sul catarinense, usada entre o final de obras e a instalação da sinalização rodoviária definitiva. A pintura, usada nesse caso, tem resistência e refletividade em menor escala que a tinta termoplástica, mas oferece boa definição e visibilidade.
Além do trecho lagunense, a autarquia fará pintura na BR-101 em Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Jaguaruna, Sangão e Içara. O objetivo da melhoria da sinalização é garantir a trafegabilidade dos usuários, garantindo a segurança neste segmento em pós melhorias. Os motoristas que trafegam pelo trecho devem atentar a sinalização disposta, respeitando os limites de velocidade definidos.
Os trabalhos vão continuar nos próximos dias, dentro das condições de tempo estável. Com chuva, a pintura é suspensa e vai aguardar pelo secagem da plataforma asfáltica.
 
Portal Sul in Foco (Lauro Müller/SC) 
11/07/2017 - terça-feira
Geral
 
DNIT/SC faz reforço em pintura de faixas em pistas da BR-101 Sul, nesta semana
 
O DNIT/SC fará, durante toda esta semana, trabalhos de reforço e remarcação na pintura das faixas de eixo central e bordos da BR-101 Sul, nos segmentos que passaram por trabalhos de melhorias no pavimento. A autarquia começa, nesta terça-feira (11) a repintar a plataforma de tráfego entre o km 300 ao km 309, em Laguna, sobre o fluxo de veículos no sentido Florianópolis-POA.
Com as atividades, a circulação de veículos será redimensionada para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, com espaços delimitados pela sinalização provisória. A ação é paliativa até que a rodovia federal receba nova pintura termoplástica definitiva, feita dentro do programa BR Legal.
A sinalização, em cor branca e com traço descontínuo (tracejado) ao longo do pavimento, indica a divisão de pista única em duas faixas de rolagem, com fluxo de veículos em mesmo sentido, com possibilidade de troca entre faixas. Esse tipo de reforço é comum após trabalhos de melhorias em pistas e vias laterais da BR-101 Sul catarinense, usada entre o final de obras e a instalação da sinalização rodoviária definitiva. A pintura, usada nesse caso, tem resistência e refletividade em menor escala que a tinta termoplástica, mas oferece boa definição e visibilidade.
Além do trecho lagunense, a autarquia fará pintura na BR-101 em Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Jaguaruna, Sangão e Içara. O objetivo da melhoria da sinalização é garantir a trafegabilidade dos usuários, garantindo a segurança neste segmento em pós melhorias. Os motoristas que trafegam pelo trecho devem atentar a sinalização disposta, respeitando os limites de velocidade definidos.
Os trabalhos vão continuar nos próximos dias, dentro das condições de tempo estável. Com chuva, a pintura é suspensa e vai aguardar pelo secagem da plataforma asfáltica.
 
Jornal Notisul (Portal) (Tubarão/SC) 
11/07/2017 - terça-feira
Geral
 
Pneus abandonados na BR-101 oferecem riscos para motociclistas
 
Depois da troca de pneu danificado, os usuários da BR-101 Sul catarinense devem dar o destino correto para carcaça. O abandono sobre as pistas duplicadas oferece risco de acidentes, principalmente aos motociclistas, e se torna potencial criadouro de transmissores de doenças, como mosquitos da dengue. O descarte correto evita acidentes e mantém o meio ambiente equilibrado.
Pelo processo de recapagem, pneus são recondicionados e postos para rodar, porém, muitos deles não suportam a fadiga sofrida e acabam sendo deixados sobre a rodovia federal. Um dos problemas gerados por esse abandono refere-se à multiplicação de mosquitos causadores da dengue na água depositada pela chuva. No inverno, a criação desse vetor é menor, porém, o descarte de pneus usados continua.
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) realiza periodicamente a coleta e reciclagem do lixo recolhido em taludes e no canteiro central da BR-101 Sul. A coleta vai evitar que materiais descartados por motoristas que trafegam pela rodovia acabem nos sistemas de drenagem, causando assoreamento das galerias ou se tornem criatórios de mosquitos e ratos. A autarquia mantém equipe para recolhimento de unidades danificadas de pneus deixados pela rodovia federal, evitando acidentes.
O resto de pneus recolhidos é depositado em local definido. Plásticos, garrafas PET, vidro, papel e papelão também são recolhidos e enviados à reciclagem.
Segurança na pista – Os pneus deixados nos canteiros da BR-101 Sul oferecem riscos de acidentes aos usuários. Restos desse material são barreiras perigosas para os motociclistas. Ao obstruir bueiros e valetas, a água que transborda para a pista forma uma película sobre a rodovia. Os veículos estão sujeitos a deslizar e perder a aderência (aquaplanagem) com a pista e causando um sério acidente.
Os pneus abandonados nos acostamentos da BR-101 Sul vão se tornando passivos ambientais na medida em que cresce o número de unidades abandonadas. Na natureza, um pneu não tem tempo determinado para se decompor. No pais, cerca de 17,5 milhões de pneus são produzidos por ano e cerca de 450 mil toneladas são descartadas.
Uma das alternativas mais usadas para o reaproveitamento dos pneus descartados é a recauchutagem. Neste processo, os pneus gastos recebem uma nova camada de borracha, tendo uma vida útil igual ao novo. O Brasil é o segundo maior produtor mundial de recauchutagens. Recauchutar não é reciclar. A reciclagem dos pneus é muito complicada, já que grande parte deles são modelos radiais, que possuem no interior uma estrutura metálica, feita de aço, que dificulta a separação da borracha e demanda um custo maior na trituração. Depois de triturada, a borracha recebe um banho químico, moído e, por fim, usado para diversos fins.
Educação Ambiental – Nas obras de duplicação da BR-101 Sul, entre os 22 programas socioambientais e um estudo desenvolvidos, há um específico para a Educação Ambiental. O consórcio Concremat-Tecnosolo, contratado pelo Dnit para a Gestão Ambiental da duplicação na BR-101 Sul, através de palestras, visita a escolas e comunidades lindeiras à rodovia, com uma equipe de educadores que procura conscientizar alunos, professores, trabalhadores e motoristas sobre os aspectos da obra e projetos ambientais paralelos às obras na BR-101 Sul.
 
Dnit faz reforço em pintura de faixas em pistas da BR-101 Sul
O Dnit fará, durante toda esta semana, trabalhos de reforço e remarcação na pintura das faixas de eixo central e bordos da BR-101 Sul, nos segmentos que passaram por trabalhos de melhorias no pavimento. A autarquia começa, nesta terça-feira (11) a repintar a plataforma de tráfego entre o km 300 ao km 309, em Laguna, sobre o fluxo de veículos no sentido Florianópolis-Porto Alegre.
Com as atividades, a circulação de veículos será redimensionada para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, com espaços delimitados pela sinalização provisória. A ação é paliativa até que a rodovia federal receba nova pintura termoplástica definitiva, feita dentro do programa “BR Legal”.
A sinalização, em cor branca e com traço descontínuo (tracejado) ao longo do pavimento, indica a divisão de pista única em duas faixas de rolagem, com fluxo de veículos em mesmo sentido, com possibilidade de troca entre faixas. Esse tipo de reforço é comum após trabalhos de melhorias em pistas e vias laterais da BR-101 Sul catarinense, usada entre o final de obras e a instalação da sinalização rodoviária definitiva. A pintura, usada nesse caso, tem resistência e refletividade em menor escala que a tinta termoplástica, mas oferece boa definição e visibilidade.
Além do trecho lagunense, a autarquia fará pintura na BR-101 em Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Jaguaruna, Sangão e Içara. O objetivo da melhoria da sinalização é garantir a trafegabilidade dos usuários, garantindo a segurança neste segmento em pós melhorias. Os motoristas que trafegam pelo trecho devem atentar a sinalização disposta, respeitando os limites de velocidade definidos.
Os trabalhos vão continuar nos próximos dias, dentro das condições de tempo estável. Com chuva, a pintura é suspensa e vai aguardar pelo secagem da plataforma asfáltica.
 
Rádio Stylo FM 102.1 (Braço do Norte/SC) 
11/07/2017 - terça-feira
Notícias 
 
DNIT/SC faz reforço em pintura de faixas em pistas da BR-101 Sul, nesta semana
 
O DNIT/SC fará, durante toda esta semana, trabalhos de reforço e remarcação na pintura das faixas de eixo central e bordos da BR-101 Sul, nos segmentos que passaram por trabalhos de melhorias no pavimento. A autarquia começa, nesta terça-feira (11) a repintar a plataforma de tráfego entre o km 300 ao km 309, em Laguna, sobre o fluxo de veículos no sentido Florianópolis-POA. Com as atividades, a circulação de veículos será redimensionada para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, com espaços delimitados pela sinalização provisória. A ação é paliativa até que a rodovia federal receba nova pintura termoplástica definitiva, feita dentro do programa BR Legal.
A sinalização, em cor branca e com traço descontínuo (tracejado) ao longo do pavimento, indica a divisão de pista única em duas faixas de rolagem, com fluxo de veículos em mesmo sentido, com possibilidade de troca entre faixas. Esse tipo de reforço é comum após trabalhos de melhorias em pistas e vias laterais da BR-101 Sul catarinense, usada entre o final de obras e a instalação da sinalização rodoviária definitiva. A pintura, usada nesse caso, tem resistência e refletividade em menor escala que a tinta termoplástica, mas oferece boa definição e visibilidade.
Além do trecho lagunense, a autarquia fará pintura na BR-101 em Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Jaguaruna, Sangão e Içara. O objetivo da melhoria da sinalização é garantir a trafegabilidade dos usuários, garantindo a segurança neste segmento em pós melhorias. Os motoristas que trafegam pelo trecho devem atentar a sinalização disposta, respeitando os limites de velocidade definidos.
Os trabalhos vão continuar nos próximos dias, dentro das condições de tempo estável. Com chuva, a pintura é suspensa e vai aguardar pelo secagem da plataforma asfáltica.
 

 

 

Voltar para Todos os Clippings
menu_esquerdo
LAGUNA/SC
TUBARÃO/SC
PALHOÇA/SC
COMPARTILHE

Acesse a ESGA TV

 
 
 
EVENTOS AO VIVO

 

Todos os Direitos Reservados | 101sul.com.br | CONCREMAT - TECNOSOLO - WORLEYPARSONS