Untitled Document
DESTAQUES
Página Inicial  
Gestão Ambiental  
Programas e Resultados  
Notícias dos Programas  
Notícias  
Galeria de Imagens  
Videos  
ESGA TV  
Portfólio  
 
Clipping  
Intranet  
   
O EMPREENDIMENTO
 
 
   
CONTATO
Fale Conosco  
   
CADASTRE-SE
Receba as novidades da BR-101 Sul no seu email.

 
 
 
 

Clipagem de notícias em 23 e 24 de maio de 2017

24/05/2017 - Jornais impressos e sites (noticiosos, de rádios, TVs, orgão públicos e demais) de SC e RS

Portal JI News (Içara/SC)

23/05/2017 – terça-feira
BR-101
 
DNIT/SC faz conservação em drenagem da BR-101 Sul
 
Atenção redobrada para motoristas que trafegarem pela BR-101 Sul catarinense, entre o km 343 ao km 350, de Tubarão a Jaguaruna. Nesse segmento o DNIT/SC faz trabalhos de limpeza e conservação do sistema de escoamento da água das chuvas, sobre as pistas duplicadas. A ativi-dade interfere no fluxo de veículos, por interromper uma das faixas de rolagem para abrigar tra-balhadores e equipamentos envolvidos na conservação.
Trabalhadores fazem a retirada de sedimentos e materiais sólidos, como plásticos, garrafas e madeira, das sarjetas, deixados por usuários e gerados pelo desgaste do pavimento. Com exces-so de material dentro do sistema de escoamento, a água das chuvas não circula até a drenagem principal, acabando por transbordar para o pavimento. A limpeza executada evita a formação de lâminas d’água sobre as pistas.
A conservação feita no sistema de drenagem, neste segmento, é parte do calendário de ati-vidades para conservação, manutenção e melhorias da BR-101 Sul, no trecho duplicado.
As atividades de limpeza das sarjetas e canaletas são essenciais para a manutenção dos elementos de sinalização horizontal (pintura no eixo central, bordos de pistas e alertas sobre o pa-vimento) nas pistas duplicadas e também nas vias laterais. Para evitar danos maiores, o DNIT/SC faz periodicamente a coleta de lixo, para evitar que materiais sólidos acabem dentro do sistema de escoamento. Aos motoristas, o DNIT/SC pede atenção redobrada para a circulação dos traba-lhadores nos bordos de pista, alças e canteiro central. Quando as equipes forem avistadas, é pre-ciso reduzir a velocidade e respeitar o espaço das atividades.
 
DNIT/SC mantém melhorias em pistas da BR-101 Sul
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) mantém trabalhos de recuperação e melhorias no pavimento da BR-101 Sul catarinense, durante toda esta semana. As frentes de obras estão alocadas sobre o km 364, em Sangão, entre o viaduto da Ferrovia Teresa Cristina e o viaduto de acesso às vias laterais, já no km 364,6. As atividades fazem parte do cro-nograma de conservação da rodovia federal, realizadas pela autarquia entre Paulo Lopes a Passo de Torres.
Os trabalhos estão voltados para a retirada da camada superficial do asfalto, desgastada pe-lo constante fluxo de veículos, e a aplicação de novo pavimento. O processo de retirada é feito por fresagem, com utilização de equipamento que escarifica (arranca) a camada aparente e des-gastada. Na sequência, outro equipamento aplica o CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), sendo compactado ainda quente.
Para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, uma das faixas de rolagem na pista de sentido Florianópolis-Porto Alegre é interrompida, delimitada pela sinalização provisória de obras. Os trabalhos também são indicados por sinalizador (bandeirinha), que auxilia no redimensiona-mento do fluxo de veículos. Os motoristas, por vez, precisam respeitar a sinalização disposta e reduzir a velocidade de curso.
A sequência das atividades nas pistas que cruzam Sangão depende das condições de tempo estáveis para região Sul catarinense. Com chuva, o pavimento fica impossibilitado de receber a massa asfáltica, precisando de intervalo com condições de pistas secas para se retornar ao tra-balho. Para mais informações, o DNIT/SC mantém canais de interação para usuários, mantido pelo consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons (Gestão Ambiental da BR-101 Sul), através do atendimento gratuito pelo telefone 0800 6030 101 e pelos links úteis no site 101sul.com.br.
 
Duplicação da BR-101 Sul protege animais silvestre em SC
Além da construção de equipamentos de travessia segura para pedestres, a duplicação da BR-101, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, também montou espaços para que animais silvestres possam cruzar o fluxo de veículos com segurança. Os passa-faunas, galerias construí-das debaixo do pavimento, garantem a migração de espécies animais nativas da Mata Atlântica presente ao longo da rodovia federal.
Os passa-faunas servem como corredor para animais, enquanto as oficinas de Educação Ambiental e o monitoramento de atropelamentos de animais silvestres são ferramentas de contro-le e interação com os usuários, comunidades lindeiras e escolas. As estruturas estão construídas ao longo dos lotes 22, 23, 24, 25 e 30, nos municípios de Palhoça, Paulo Lopes, Imbituba, Laguna e Santa Rosa do Sul em Santa Catarina e nos lotes 01, 02, 03 e 04 nos municípios de Torres, Três Cachoeiras, Três Forquilhas, Maquiné e Osório, sendo 26 no segmento catarinense e 21 no segmento gaúcho.
Os dois passa-faunas construídos em Laguna (SC), no km 308 e km 310, foram as duas úl-timas estruturas, para essa finalidade, concluídas nas obras de duplicação da BR-101. O local de construção dos passa faunas seguiu estudos prévios para identificar os locais onde ocorreu maior número de atropelamentos de animais silvestres, isso antes das obras de construção de pistas e obras de artes especiais começasse. Além da construção das passagens, o DNIT/SC através do consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons faz periodicamente atividades que enfocam o monitoramento do Atropelamento da Fauna Silvestre e eficácia das Passagens de Fauna ao lon-go do segmento entre os dois estados.
O monitoramento do atropelamento de animais silvestres identifica os principais pontos em que ocorrem, assim como os principais grupos de fauna e espécies atropeladas, dentre espécies raras, endêmicas e ameaçadas de extinção, além de avaliar o efeito da duplicação das faixas de rolamento e implantação de passagens de fauna para a fauna silvestre. Além disso, os dados e relatórios produzidos podem propor a implantação de medidas mitigadoras para redução de atro-pelamentos da fauna silvestre ao término das atividades de monitoramento.
Esse monitoramento está incluso no escopo dos 22 programas socioambientais e um Estu-do, inclusos no Plano Básico Ambiental (PBA) implementado na duplicação da rodovia federal, dentro do programa de Proteção à Fauna e Flora. Nesse programa há o subprograma de Prote-ção à Fauna, que atua diretamente no monitoramento do atropelamento das espécies de fauna e na eficácia das passagens de fauna construídas. Nas travessias de fauna foram encontradas e catalogadas marcas e pegadas de mamíferos, como tatu, preá, gato do mato, porco espinho, rép-teis e anfíbios.
Já as oficinas de Educação Ambiental, feitas em escolas, comunidades e canteiros de obras apresentaram aos espectadores as espécies animais mais comuns em cada trecho da BR-101 Sul, bem como as formas de proteção delas.
 
Portal Sul in Foco (Lauro Müller/SC) 
23/05/2017 - terça-feira
Trânsito 
 
Última passarela em construção na BR-101 recebe trabalhos finais de concretagem
 
A passarela em construção no km 341,8 da BR-101 Sul catarinense recebe, nesta semana, os últimos trabalhos na instalação de ferragem, para concretagem da passagem sobre as pistas duplicadas. As rampas de acesso já estão concluídas e o Departamento Nacional de Infraestrutu-ra de Transportes – DNIT/SC prepara a estrutura suspensa para receber a concretagem e pros-seguir com a instalação das proteções de segurança.
As atividades, feitas sobre as pistas, são possíveis depois da instalação das duas vigas longa-rinas, em operação feita no dia 9. Sobre as vigas, a autarquia instalou as pré-lajes e toda a ferra-gem de amarração. Assim, quando totalmente concretada, toda a estrutura da passarela estará unida, como numa única construção.
O DNIT/SC pretende realizar a concretagem do vão elevado ainda nesta semana e, para is-so, será preciso a interferência no fluxo de veículos, com interrupção nas faixas de rolagem, em ambos os sentido de tráfego. As frentes de serviço na plataforma serão isoladas pela sinalização provisória de obras, ficando os motoristas obrigados a segui-la.
Os pedestres, moradores lindeiros ou usuários da BR-101 Sul não poderão utilizar a passare-la durante as obras construtivas. O espaço oferece risco de acidentes, tanto em terra quanto no elevado. Somente com a instalação dos guarda-corpos e dos acessos com os bordos de pista a circulação será liberada com segurança.
A quarta – e última – passarela das obras complementares está em construção no aglome-rado urbano do bairro São Cristóvão, em Tubarão. A cidade tem o maior segmento de pistas inse-rido em trajeto urbano da duplicação, começando no km 332 (bairro Revoredo) com final no km 344,5. Somente no Morro do Formigão não há densidade de residências e pessoas, em trecho de pouco mais de mil metros. No São Cristóvão, a autarquia já liberou duas passagens inferiores e uma passagem em nível para pedestres, com espaço também nos dois viadutos construídos en-tre o km 340 ao km 342.
As passarelas serão construídas próximo de viadutos e outras passagens de pedestres, acrescentando mais equipamentos de travessia segura aos já construídos ao longo da duplicação da rodovia. Na duplicação da BR-101 Sul, em Santa Catarina, foram construídas 25 passagens inferiores para pedestres – PIPs e 17 passarelas.
 
Portal Olhar do Sul (Orleans/SC) 
23/05/2017 - terça-feira
Notícias 
 
Com passa-faunas, duplicação da BR-101 Sul protege animais silvestre em SC e RS
 
Além da construção de equipamentos de travessia segura para pedestres, a duplicação da BR-101, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, também montou espaços para que animais silvestres possam cruzar o fluxo de veículos com segurança. Os passa-faunas, galerias construí-das debaixo do pavimento, garantem a migração de espécies animais nativas da Mata Atlântica presente ao longo da rodovia federal.
Os passa-faunas servem como corredor para animais, enquanto as oficinas de Educação Ambiental e o monitoramento de atropelamentos de animais silvestres são ferramentas de contro-le e interação com os usuários, comunidades lindeiras e escolas. As estruturas estão construídas ao longo dos lotes 22, 23, 24, 25 e 30, nos municípios de Palhoça, Paulo Lopes, Imbituba, Laguna e Santa Rosa do Sul em Santa Catarina e nos lotes 01, 02, 03 e 04 nos municípios de Torres, Três Cachoeiras, Três Forquilhas, Maquiné e Osório, sendo 26 no segmento catarinense e 21 no segmento gaúcho.
Os dois passa-faunas construídos em Laguna (SC), no km 308 e km 310, foram as duas úl-timas estruturas, para essa finalidade, concluídas nas obras de duplicação da BR-101. O local de construção dos passa faunas seguiu estudos prévios para identificar os locais onde ocorreu maior número de atropelamentos de animais silvestres, isso antes das obras de construção de pistas e obras de artes especiais começasse. Além da construção das passagens, o DNIT/SC através do consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons faz periodicamente atividades que enfocam o monitoramento do Atropelamento da Fauna Silvestre e eficácia das Passagens de Fauna ao lon-go do segmento entre os dois estados.
O monitoramento do atropelamento de animais silvestres identifica os principais pontos em que ocorrem, assim como os principais grupos de fauna e espécies atropeladas, dentre espécies raras, endêmicas e ameaçadas de extinção, além de avaliar o efeito da duplicação das faixas de rolamento e implantação de passagens de fauna para a fauna silvestre. Além disso, os dados e relatórios produzidos podem propor a implantação de medidas mitigadoras para redução de atro-pelamentos da fauna silvestre ao término das atividades de monitoramento.
Esse monitoramento está incluso no escopo dos 22 programas socioambientais e um Estu-do, inclusos no Plano Básico Ambiental (PBA) implementado na duplicação da rodovia federal, dentro do programa de Proteção à Fauna e Flora. Nesse programa há o subprograma de Prote-ção à Fauna, que atua diretamente no monitoramento do atropelamento das espécies de fauna e na eficácia das passagens de fauna construídas. Nas travessias de fauna foram encontradas e catalogadas marcas e pegadas de mamíferos, como tatu, preá, gato do mato, porco espinho, rép-teis e anfíbios.
Já as oficinas de Educação Ambiental, feitas em escolas, comunidades e canteiros de obras apresentaram aos espectadores as espécies animais mais comuns em cada trecho da BR-101 Sul, bem como as formas de proteção delas.
 
DNIT/SC mantém melhorias em pistas da BR-101 Sul, nesta semana
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) mantém trabalhos de recuperação e melhorias no pavimento da BR-101 Sul catarinense, durante toda esta semana. As frentes de obras estão alocadas sobre o km 364, em Sangão, entre o viaduto da Ferrovia Teresa Cristina e o viaduto de acesso às vias laterais, já no km 364,6. As atividades fazem parte do cro-nograma de conservação da rodovia federal, realizadas pela autarquia entre Paulo Lopes a Passo de Torres.
Os trabalhos estão voltados para a retirada da camada superficial do asfalto, desgastada pe-lo constante fluxo de veículos, e a aplicação de novo pavimento. O processo de retirada é feito por fresagem, com utilização de equipamento que escarifica (arranca) a camada aparente e des-gastada. Na sequência, outro equipamento aplica o CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), sendo compactado ainda quente.
Para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, uma das faixas de rolagem na pista de sentido Florianópolis-Porto Alegre é interrompida, delimitada pela sinalização provisória de obras. Os trabalhos também são indicados por sinalizador (bandeirinha), que auxilia no redimensiona-mento do fluxo de veículos. Os motoristas, por vez, precisam respeitar a sinalização disposta e reduzir a velocidade de curso.
A sequência das atividades nas pistas que cruzam Sangão depende das condições de tempo estáveis para região Sul catarinense. Com chuva, o pavimento fica impossibilitado de receber a massa asfáltica, precisando de intervalo com condições de pistas secas para se retornar ao tra-balho. Para mais informações, o DNIT/SC mantém canais de interação para usuários, mantido pelo consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons (Gestão Ambiental da BR-101 Sul), através do atendimento gratuito pelo telefone 0800 6030 101 e pelos links úteis no site 101sul.com.br.
 
 
Rádio Stylo FM 102.1 (Braço do Norte/SC) 
23/05/2017 – terça-feira 
Notícias 
 
DNIT/SC mantém melhorias em pistas da BR-101
 
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) mantém trabalhos de recuperação e melhorias no pavimento da BR-101 Sul catarinense, durante toda esta semana. As frentes de obras estão alocadas sobre o km 364, em Sangão, entre o viaduto da Ferrovia Teresa Cristina e o viaduto de acesso às vias laterais, já no km 364,6. As atividades fazem parte do cro-nograma de conservação da rodovia federal, realizadas pela autarquia entre Paulo Lopes a Passo de Torres.
Os trabalhos estão voltados para a retirada da camada superficial do asfalto, desgastada pe-lo constante fluxo de veículos, e a aplicação de novo pavimento. O processo de retirada é feito por fresagem, com utilização de equipamento que escarifica (arranca) a camada aparente e des-gastada. Na sequência, outro equipamento aplica o CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), sendo compactado ainda quente.
Para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, uma das faixas de rolagem na pista de sentido Florianópolis-Porto Alegre é interrompida, delimitada pela sinalização provisória de obras. Os trabalhos também são indicados por sinalizador (bandeirinha), que auxilia no redimensiona-mento do fluxo de veículos. Os motoristas, por vez, precisam respeitar a sinalização disposta e reduzir a velocidade de curso.
A sequência das atividades nas pistas que cruzam Sangão depende das condições de tempo estáveis para região Sul catarinense. Com chuva, o pavimento fica impossibilitado de receber a massa asfáltica, precisando de intervalo com condições de pistas secas para se retornar ao tra-balho. Para mais informações, o DNIT/SC mantém canais de interação para usuários, mantido pelo consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons (Gestão Ambiental da BR-101 Sul), através do atendimento gratuito pelo telefone 0800 6030 101 e pelos links úteis no site 101sul.com.br.
 
Portal JI News (Içara/SC)
23/05/2017 – terça-feira
BR-101
 
DNIT/SC faz conservação em drenagem da BR-101 Sul
 
Atenção redobrada para motoristas que trafegarem pela BR-101 Sul catarinense, entre o km 343 ao km 350, de Tubarão a Jaguaruna. Nesse segmento o DNIT/SC faz trabalhos de limpeza e conservação do sistema de escoamento da água das chuvas, sobre as pistas duplicadas. A ativi-dade interfere no fluxo de veículos, por interromper uma das faixas de rolagem para abrigar tra-balhadores e equipamentos envolvidos na conservação.
Trabalhadores fazem a retirada de sedimentos e materiais sólidos, como plásticos, garrafas e madeira, das sarjetas, deixados por usuários e gerados pelo desgaste do pavimento. Com exces-so de material dentro do sistema de escoamento, a água das chuvas não circula até a drenagem principal, acabando por transbordar para o pavimento. A limpeza executada evita a formação de lâminas d’água sobre as pistas.
A conservação feita no sistema de drenagem, neste segmento, é parte do calendário de ati-vidades para conservação, manutenção e melhorias da BR-101 Sul, no trecho duplicado.
As atividades de limpeza das sarjetas e canaletas são essenciais para a manutenção dos elementos de sinalização horizontal (pintura no eixo central, bordos de pistas e alertas sobre o pa-vimento) nas pistas duplicadas e também nas vias laterais. Para evitar danos maiores, o DNIT/SC faz periodicamente a coleta de lixo, para evitar que materiais sólidos acabem dentro do sistema de escoamento. Aos motoristas, o DNIT/SC pede atenção redobrada para a circulação dos traba-lhadores nos bordos de pista, alças e canteiro central. Quando as equipes forem avistadas, é pre-ciso reduzir a velocidade e respeitar o espaço das atividades.
 
DNIT/SC mantém melhorias em pistas da BR-101 Sul
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) mantém trabalhos de recuperação e melhorias no pavimento da BR-101 Sul catarinense, durante toda esta semana. As frentes de obras estão alocadas sobre o km 364, em Sangão, entre o viaduto da Ferrovia Teresa Cristina e o viaduto de acesso às vias laterais, já no km 364,6. As atividades fazem parte do cro-nograma de conservação da rodovia federal, realizadas pela autarquia entre Paulo Lopes a Passo de Torres.
Os trabalhos estão voltados para a retirada da camada superficial do asfalto, desgastada pe-lo constante fluxo de veículos, e a aplicação de novo pavimento. O processo de retirada é feito por fresagem, com utilização de equipamento que escarifica (arranca) a camada aparente e des-gastada. Na sequência, outro equipamento aplica o CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), sendo compactado ainda quente.
Para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, uma das faixas de rolagem na pista de sentido Florianópolis-Porto Alegre é interrompida, delimitada pela sinalização provisória de obras. Os trabalhos também são indicados por sinalizador (bandeirinha), que auxilia no redimensiona-mento do fluxo de veículos. Os motoristas, por vez, precisam respeitar a sinalização disposta e reduzir a velocidade de curso.
A sequência das atividades nas pistas que cruzam Sangão depende das condições de tempo estáveis para região Sul catarinense. Com chuva, o pavimento fica impossibilitado de receber a massa asfáltica, precisando de intervalo com condições de pistas secas para se retornar ao tra-balho. Para mais informações, o DNIT/SC mantém canais de interação para usuários, mantido pelo consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons (Gestão Ambiental da BR-101 Sul), através do atendimento gratuito pelo telefone 0800 6030 101 e pelos links úteis no site 101sul.com.br.
 
Duplicação da BR-101 Sul protege animais silvestre em SC
Além da construção de equipamentos de travessia segura para pedestres, a duplicação da BR-101, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, também montou espaços para que animais silvestres possam cruzar o fluxo de veículos com segurança. Os passa-faunas, galerias construí-das debaixo do pavimento, garantem a migração de espécies animais nativas da Mata Atlântica presente ao longo da rodovia federal.
Os passa-faunas servem como corredor para animais, enquanto as oficinas de Educação Ambiental e o monitoramento de atropelamentos de animais silvestres são ferramentas de contro-le e interação com os usuários, comunidades lindeiras e escolas. As estruturas estão construídas ao longo dos lotes 22, 23, 24, 25 e 30, nos municípios de Palhoça, Paulo Lopes, Imbituba, Laguna e Santa Rosa do Sul em Santa Catarina e nos lotes 01, 02, 03 e 04 nos municípios de Torres, Três Cachoeiras, Três Forquilhas, Maquiné e Osório, sendo 26 no segmento catarinense e 21 no segmento gaúcho.
Os dois passa-faunas construídos em Laguna (SC), no km 308 e km 310, foram as duas úl-timas estruturas, para essa finalidade, concluídas nas obras de duplicação da BR-101. O local de construção dos passa faunas seguiu estudos prévios para identificar os locais onde ocorreu maior número de atropelamentos de animais silvestres, isso antes das obras de construção de pistas e obras de artes especiais começasse. Além da construção das passagens, o DNIT/SC através do consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons faz periodicamente atividades que enfocam o monitoramento do Atropelamento da Fauna Silvestre e eficácia das Passagens de Fauna ao lon-go do segmento entre os dois estados.
O monitoramento do atropelamento de animais silvestres identifica os principais pontos em que ocorrem, assim como os principais grupos de fauna e espécies atropeladas, dentre espécies raras, endêmicas e ameaçadas de extinção, além de avaliar o efeito da duplicação das faixas de rolamento e implantação de passagens de fauna para a fauna silvestre. Além disso, os dados e relatórios produzidos podem propor a implantação de medidas mitigadoras para redução de atro-pelamentos da fauna silvestre ao término das atividades de monitoramento.
Esse monitoramento está incluso no escopo dos 22 programas socioambientais e um Estu-do, inclusos no Plano Básico Ambiental (PBA) implementado na duplicação da rodovia federal, dentro do programa de Proteção à Fauna e Flora. Nesse programa há o subprograma de Prote-ção à Fauna, que atua diretamente no monitoramento do atropelamento das espécies de fauna e na eficácia das passagens de fauna construídas. Nas travessias de fauna foram encontradas e catalogadas marcas e pegadas de mamíferos, como tatu, preá, gato do mato, porco espinho, rép-teis e anfíbios.
Já as oficinas de Educação Ambiental, feitas em escolas, comunidades e canteiros de obras apresentaram aos espectadores as espécies animais mais comuns em cada trecho da BR-101 Sul, bem como as formas de proteção delas.
 
Portal Sul in Foco (Lauro Müller/SC) 
23/05/2017 - terça-feira
Trânsito 
 
Última passarela em construção na BR-101 recebe trabalhos finais de concretagem
 
A passarela em construção no km 341,8 da BR-101 Sul catarinense recebe, nesta semana, os últimos trabalhos na instalação de ferragem, para concretagem da passagem sobre as pistas duplicadas. As rampas de acesso já estão concluídas e o Departamento Nacional de Infraestrutu-ra de Transportes – DNIT/SC prepara a estrutura suspensa para receber a concretagem e pros-seguir com a instalação das proteções de segurança.
As atividades, feitas sobre as pistas, são possíveis depois da instalação das duas vigas longa-rinas, em operação feita no dia 9. Sobre as vigas, a autarquia instalou as pré-lajes e toda a ferra-gem de amarração. Assim, quando totalmente concretada, toda a estrutura da passarela estará unida, como numa única construção.
O DNIT/SC pretende realizar a concretagem do vão elevado ainda nesta semana e, para is-so, será preciso a interferência no fluxo de veículos, com interrupção nas faixas de rolagem, em ambos os sentido de tráfego. As frentes de serviço na plataforma serão isoladas pela sinalização provisória de obras, ficando os motoristas obrigados a segui-la.
Os pedestres, moradores lindeiros ou usuários da BR-101 Sul não poderão utilizar a passare-la durante as obras construtivas. O espaço oferece risco de acidentes, tanto em terra quanto no elevado. Somente com a instalação dos guarda-corpos e dos acessos com os bordos de pista a circulação será liberada com segurança.
A quarta – e última – passarela das obras complementares está em construção no aglome-rado urbano do bairro São Cristóvão, em Tubarão. A cidade tem o maior segmento de pistas inse-rido em trajeto urbano da duplicação, começando no km 332 (bairro Revoredo) com final no km 344,5. Somente no Morro do Formigão não há densidade de residências e pessoas, em trecho de pouco mais de mil metros. No São Cristóvão, a autarquia já liberou duas passagens inferiores e uma passagem em nível para pedestres, com espaço também nos dois viadutos construídos en-tre o km 340 ao km 342.
As passarelas serão construídas próximo de viadutos e outras passagens de pedestres, acrescentando mais equipamentos de travessia segura aos já construídos ao longo da duplicação da rodovia. Na duplicação da BR-101 Sul, em Santa Catarina, foram construídas 25 passagens inferiores para pedestres – PIPs e 17 passarelas.
 
Portal Olhar do Sul (Orleans/SC) 
23/05/2017 - terça-feira
Notícias 
 
Com passa-faunas, duplicação da BR-101 Sul protege animais silvestre em SC e RS
 
Além da construção de equipamentos de travessia segura para pedestres, a duplicação da BR-101, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, também montou espaços para que animais silvestres possam cruzar o fluxo de veículos com segurança. Os passa-faunas, galerias construí-das debaixo do pavimento, garantem a migração de espécies animais nativas da Mata Atlântica presente ao longo da rodovia federal.
Os passa-faunas servem como corredor para animais, enquanto as oficinas de Educação Ambiental e o monitoramento de atropelamentos de animais silvestres são ferramentas de contro-le e interação com os usuários, comunidades lindeiras e escolas. As estruturas estão construídas ao longo dos lotes 22, 23, 24, 25 e 30, nos municípios de Palhoça, Paulo Lopes, Imbituba, Laguna e Santa Rosa do Sul em Santa Catarina e nos lotes 01, 02, 03 e 04 nos municípios de Torres, Três Cachoeiras, Três Forquilhas, Maquiné e Osório, sendo 26 no segmento catarinense e 21 no segmento gaúcho.
Os dois passa-faunas construídos em Laguna (SC), no km 308 e km 310, foram as duas úl-timas estruturas, para essa finalidade, concluídas nas obras de duplicação da BR-101. O local de construção dos passa faunas seguiu estudos prévios para identificar os locais onde ocorreu maior número de atropelamentos de animais silvestres, isso antes das obras de construção de pistas e obras de artes especiais começasse. Além da construção das passagens, o DNIT/SC através do consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons faz periodicamente atividades que enfocam o monitoramento do Atropelamento da Fauna Silvestre e eficácia das Passagens de Fauna ao lon-go do segmento entre os dois estados.
O monitoramento do atropelamento de animais silvestres identifica os principais pontos em que ocorrem, assim como os principais grupos de fauna e espécies atropeladas, dentre espécies raras, endêmicas e ameaçadas de extinção, além de avaliar o efeito da duplicação das faixas de rolamento e implantação de passagens de fauna para a fauna silvestre. Além disso, os dados e relatórios produzidos podem propor a implantação de medidas mitigadoras para redução de atro-pelamentos da fauna silvestre ao término das atividades de monitoramento.
Esse monitoramento está incluso no escopo dos 22 programas socioambientais e um Estu-do, inclusos no Plano Básico Ambiental (PBA) implementado na duplicação da rodovia federal, dentro do programa de Proteção à Fauna e Flora. Nesse programa há o subprograma de Prote-ção à Fauna, que atua diretamente no monitoramento do atropelamento das espécies de fauna e na eficácia das passagens de fauna construídas. Nas travessias de fauna foram encontradas e catalogadas marcas e pegadas de mamíferos, como tatu, preá, gato do mato, porco espinho, rép-teis e anfíbios.
Já as oficinas de Educação Ambiental, feitas em escolas, comunidades e canteiros de obras apresentaram aos espectadores as espécies animais mais comuns em cada trecho da BR-101 Sul, bem como as formas de proteção delas.
 
DNIT/SC mantém melhorias em pistas da BR-101 Sul, nesta semana
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) mantém trabalhos de recuperação e melhorias no pavimento da BR-101 Sul catarinense, durante toda esta semana. As frentes de obras estão alocadas sobre o km 364, em Sangão, entre o viaduto da Ferrovia Teresa Cristina e o viaduto de acesso às vias laterais, já no km 364,6. As atividades fazem parte do cro-nograma de conservação da rodovia federal, realizadas pela autarquia entre Paulo Lopes a Passo de Torres.
Os trabalhos estão voltados para a retirada da camada superficial do asfalto, desgastada pe-lo constante fluxo de veículos, e a aplicação de novo pavimento. O processo de retirada é feito por fresagem, com utilização de equipamento que escarifica (arranca) a camada aparente e des-gastada. Na sequência, outro equipamento aplica o CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), sendo compactado ainda quente.
Para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, uma das faixas de rolagem na pista de sentido Florianópolis-Porto Alegre é interrompida, delimitada pela sinalização provisória de obras. Os trabalhos também são indicados por sinalizador (bandeirinha), que auxilia no redimensiona-mento do fluxo de veículos. Os motoristas, por vez, precisam respeitar a sinalização disposta e reduzir a velocidade de curso.
A sequência das atividades nas pistas que cruzam Sangão depende das condições de tempo estáveis para região Sul catarinense. Com chuva, o pavimento fica impossibilitado de receber a massa asfáltica, precisando de intervalo com condições de pistas secas para se retornar ao tra-balho. Para mais informações, o DNIT/SC mantém canais de interação para usuários, mantido pelo consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons (Gestão Ambiental da BR-101 Sul), através do atendimento gratuito pelo telefone 0800 6030 101 e pelos links úteis no site 101sul.com.br.
 
 
Rádio Stylo FM 102.1 (Braço do Norte/SC) 
23/05/2017 – terça-feira 
Notícias 
 
DNIT/SC mantém melhorias em pistas da BR-101
 
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) mantém trabalhos de recuperação e melhorias no pavimento da BR-101 Sul catarinense, durante toda esta semana. As frentes de obras estão alocadas sobre o km 364, em Sangão, entre o viaduto da Ferrovia Teresa Cristina e o viaduto de acesso às vias laterais, já no km 364,6. As atividades fazem parte do cro-nograma de conservação da rodovia federal, realizadas pela autarquia entre Paulo Lopes a Passo de Torres.
Os trabalhos estão voltados para a retirada da camada superficial do asfalto, desgastada pe-lo constante fluxo de veículos, e a aplicação de novo pavimento. O processo de retirada é feito por fresagem, com utilização de equipamento que escarifica (arranca) a camada aparente e des-gastada. Na sequência, outro equipamento aplica o CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), sendo compactado ainda quente.
Para abrir frente aos trabalhadores e equipamentos, uma das faixas de rolagem na pista de sentido Florianópolis-Porto Alegre é interrompida, delimitada pela sinalização provisória de obras. Os trabalhos também são indicados por sinalizador (bandeirinha), que auxilia no redimensiona-mento do fluxo de veículos. Os motoristas, por vez, precisam respeitar a sinalização disposta e reduzir a velocidade de curso.
A sequência das atividades nas pistas que cruzam Sangão depende das condições de tempo estáveis para região Sul catarinense. Com chuva, o pavimento fica impossibilitado de receber a massa asfáltica, precisando de intervalo com condições de pistas secas para se retornar ao tra-balho. Para mais informações, o DNIT/SC mantém canais de interação para usuários, mantido pelo consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons (Gestão Ambiental da BR-101 Sul), através do atendimento gratuito pelo telefone 0800 6030 101 e pelos links úteis no site 101sul.com.br.
 

 

 

Voltar para Todos os Clippings
menu_esquerdo
LAGUNA/SC
TUBARÃO/SC
PALHOÇA/SC
COMPARTILHE

Acesse a ESGA TV

 
 
 
EVENTOS AO VIVO

 

Todos os Direitos Reservados | 101sul.com.br | CONCREMAT - TECNOSOLO - WORLEYPARSONS