Untitled Document
DESTAQUES
Página Inicial  
Gestão Ambiental  
Programas e Resultados  
Notícias dos Programas  
Notícias  
Galeria de Imagens  
Videos  
ESGA TV  
Portfólio  
 
Clipping  
Intranet  
   
O EMPREENDIMENTO
 
 
   
CONTATO
Fale Conosco  
   
CADASTRE-SE
Receba as novidades da BR-101 Sul no seu email.

 
 
 
 

Clipagem de notícias em 03 e 04 de abril de 2017

04/04/2017 - Jornais impressos e sites (noticiosos, de rádios, TVs, orgão públicos e demais) de SC e RS

 
Jornal Correio do Sul (Sombrio/SC)
04/04/2017 - terça-feira
Trânsito 
 
Programa de Transporte de Produtos Perigosos, da BR-101, entrega equipamentos no RS
 
Em ato que contou com a presença do Comandante do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio Grande do Sul, Coronel Adriano Krukoski, foi entregue na sexta-feira, 31 de março, a primei-ra parte dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) previsto no Programa de Transporte de Produtos Perigosos para o trecho Osório/Torres da duplicação da BR-101 no Rio Grande do Sul.
A solenidade teve a presença do professor e diretor da Escola de Engenharia da UFRGS, Luiz Pinto Silva Filho, que coordena a implantação do programa no trecho gaúcho da duplicação, além de ser coordenador do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (CE-PED), e do coordenador setorial do Gerenciamento Ambiental do Consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons, sociólogo, Sérgio Luiz dos Reis.
Os equipamentos visão, conforme o Programa, a qualificação da ação dos bombeiros para atendimento em acidentes com cargas perigosas nesse trecho da BR-101. Entre os materiais entregues estão, rádios HT, coletes, cabos, cordas, ancoras, óculos, luvas, botas e insígnias.
O Programa que é implantado pelo DNIT através de Termo de Cooperação com a UFRGS tem ainda como metas a capacitação em Atendimento e Resgate, em que o curso já foi realizado e contou com a participação de diversas instituições que atuam na região, entre eles, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, órgãos ambientais, serviços sociais e de saúde de municípios próximos da rodovia federal e da capital gaúcha, além do DNIT, ANTT e do Consórcio. Além disso, outra meta é a construção e implantação do Centro de Controle Integrado para atendimento de emer-gências também em fase de conclusão, localizado em Osório; aquisição de veículo de resposta para emergências químicas e combate a incêndio, processo em tramitação; elaboração de banco de dados georreferenciados, em fase de conclusão e a identificação dos trechos com maior suscetibilidade a acidentes em andamento.
 
Antes de construir, próximo da BR-101 Sul, é preciso saber da Faixa de Domínio
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) reitera aos usuários, moradores e empreendedores localizados próximos da BR-101 Sul/SC que procurem a autarquia antes de iniciar construções próximas às pistas duplicadas e vias lindeiras. Isso é necessário para ter conhecimento da extensão da Faixa de Domínio e Faixa Não Edificante da rodovia federal. Nesta área não é permitido nenhum tipo de estrutura, empreendimentos ou implantação de áreas agricultáveis.
O DNIT/SC vem realizando periodicamente averiguações nos acessos e à construção de novas edificações ao longo das BR-101 Sul. A ação pretende advertir os proprietários que este-jam edificando estruturas de galpões, prédios ou residências dentro da Faixa de Domínio e não respeitando os 15 metros da Faixa Não Edificante, afetando a visibilidade do tráfego ou com-prometendo a segurança dos usuários em acessos às vias lindeiras ou obras de arte especiais (OAEs).
Em caso de constatar que a edificação em andamento esteja comprometendo a trafegabili-dade da rodovia, o DNIT pode embargar a obra. A Lei Federal Nº 10.233/2001, confere ao órgão público poder de atuação sobre a faixa de domínio, bem como estabelecer restrições sobre o uso do solo nas áreas lindeiras a rodovias federais.
Durante a construção de edificações próximas da BR-101 Sul, os executores podem danifi-car estruturas essenciais para a manutenção da rodovia. O processo de terraplenagem do terre-no, por exemplo, pode aterrar acidentalmente valas utilizadas para escoamento das águas de chuva. Essa ação afeta diretamente a rodovia, tendo em vista a elevação do nível das sarjetas para escoamento, com acúmulo e formação de lâmina d’água sobre as faixas de rolagem.
Outro agravante está relacionado à construção física próxima às saídas das pistas centrais para as vias laterais. De acordo ao Manual para Ordenamento do Uso do Solo nas Faixas de Domínio lindeiras a BR-101 Sul, editado pelo DNIT, não havendo o controle dos acessos aos terrenos lindeiros, existe tendência de deterioração progressiva da rodovia, com rápido cresci-mento de atividades nas faixas de domínio e crescimento descontrolado de tráfego cruzando as pistas.
Empreendimentos como indústrias, hotéis, motéis, postos de combustíveis, oficinas mecâni-cas e restaurantes, oferecem aos usuários serviços nas margens da BR-101 Sul. Essas instala-ções são importantes para a rodovia, pois prestam serviços aos motoristas e veículos. A ação do DNIT visa estabelecer padrões para a instalação destas unidades, garantindo a trafegabilidade da rodovia, bem como a segurança dos usuários, funcionários e empreendedores.
Outros trabalhos como aterros e terraplenagens ou a instalação de peças publicitárias, como banners ou outdoors, próximos da BR-101 Sul, necessitam de aprovação do DNIT para a execução.
Consulta ao DNIT – Antes de iniciar qualquer processo de construção próximo às margens da BR-101 Sul, os interessados deverão procurar as Unidades Locais do DNIT em Santa Catari-na. Em Tubarão, a unidade está localizada na rua Dep. Olices Pedra de Caldas, na via lindeira paralela o sentido Sul/Norte da rodovia, entre os viadutos de acesso ao bairro Morrotes e de acesso ao centro da cidade. O horário para atendimento ao público externo é das 8 horas às 17 horas, de segunda-feira à sexta-feira. O telefone para contato é (48) 3626-3342.
Outra forma de contato é o canal de interação dos usuários, mantido pelo DNIT/SC e o Consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons, no telefone 0800 6030 101.
 
Portal JI News (Içara/SC)
03/04/2017 - segunda-feira
BR-101
 
Programa de Transporte de Produtos Perigosos faz entrega no RS
 
Osório (RS)
Em ato que contou com a presença do Comandante do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio Grande do Sul, Coronel Adriano Krukoski, foi entregue na sexta-feira, 31 de março, a primei-ra parte dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) previsto no Programa de Transporte de Produtos Perigosos para o trecho Osório/Torres da duplicação da BR-101 no Rio Grande do Sul.
A solenidade teve a presença do professor e diretor da Escola de Engenharia da UFRGS, Luiz Pinto Silva Filho, que coordena a implantação do programa no trecho gaúcho da duplicação, além de ser coordenador do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (CE-PED), e do coordenador setorial do Gerenciamento Ambiental do Consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons, sociólogo, Sérgio Luiz dos Reis. 
Os equipamentos visão, conforme o Programa, a qualificação da ação dos bombeiros para atendimento em acidentes com cargas perigosas nesse trecho da BR-101. Entre os materiais entregues estão, rádios HT, coletes, cabos, cordas, ancoras, óculos, luvas, botas e insígnias.
O Programa que é implantado pelo DNIT através de Termo de Cooperação com a UFRGS tem ainda como metas a capacitação em Atendimento e Resgate, em que o curso já foi realizado e contou com a participação de diversas instituições que atuam na região, entre eles, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, órgãos ambientais, serviços sociais e de saúde de municípios próximos da rodovia federal e da capital gaúcha, além do DNIT, ANTT e do Consórcio. Além disso, outra meta é a construção e implantação do Centro de Controle Integrado para atendimento de emer-gências também em fase de conclusão, localizado em Osório; aquisição de veículo de resposta para emergências químicas e combate a incêndio, processo em tramitação; elaboração de banco de dados georreferenciados, em fase de conclusão e a identificação dos trechos com maior suscetibilidade a acidentes em andamento.
 
DNIT/SC faz trabalhos de conservação na ponte Anita Garibaldi
Laguna (SC)
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) faz nesta segunda-feira e terça-feira, trabalhos de limpeza e remoção de sedimentos, restos de pneus, partes au-tomotivas e retirada de vegetação na proteção de concreto no centro das pistas, sobre a ponte Anita Garibaldi. Com os trabalhos, os usuários da BR-101 Sul devem redobrar os cuidados ao trafegar pelas pistas elevadas da travessia, na BR-101 Sul catarinense. 
Além dos trabalhos de limpeza, a autarquia também realiza trabalhos de construção de novo sistema para drenagem em via lateral ao km 316, lindeira ao sentido Florianópolis-Porto Alegre de tráfego, entre a cabeceira Norte da ponte e o viaduto de acesso ao bairro Bananal, já em Pescaria Brava. A frente de trabalhos nesse ponto interrompe a faixa de rolagem da direita. Já sobre a ponte Anita Garibaldi somente o acostamento segue interrompido.
Os trabalhos são pontuais e temporárias e, por isso, requerem mais atenção dos usuários. Todas as frentes de obras tem sinalização provisória instalada, identificando os trabalhos. Ficam os motoristas obrigados a respeitá-la, pois somente assim, estarão evitando acidentes.
Todas as atividades dependem das condições de tempo estável para continuarem. Para in-formações sobre a trafegabilidade na BR-101 Sul, os usuários podem ligar para o Serviço de Atendimento 0800 6030 101 ou acessar o site 101sul.com.br.
 
Fique atento ao limite de velocidade nas pistas da BR-101
Laguna (SC)
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) retoma nesta terça-feira, 04, trabalhos de melhorias no pavimento da BR-101 Sul catarinense entre o km 300 ao km 304, em Laguna. O tempo instável na semana passada trouxe prejuízo ao avanço dos trabalhos, deixando a base das pistas ainda com umidade excessiva na manhã desta segunda-feira (03). Com a retomada da frente de obras, os motoristas devem atentar para o estreitamento das faixas de rolagem e a redução no limite de velocidade.
A movimentação de trabalhadores e equipamentos sobre as pistas da rodovia federal é cer-ceada pela sinalização provisória de obras. Esse espaço isola os trabalhos do fluxo de veículos, resguardando a segurança de todos e fazendo com que o tráfego de veículos flua. Dentro da quantidade de elementos para sinalização provisória há sinais de advertência indicando a redução no limite de velocidade. Nas pistas duplicadas, os veículos de pequeno porte podem transitar até 110 km/h e os de grande porte tem limite máximo de 90 km/h. Nos espaços em obras, esse limite passa a ser de 60 km/h para todos os tipos de veículos.
Os trabalhos de melhorias executados pelo DNIT/SC em trecho da BR-101 no Sul catari-nense consistem na remoção das camadas superficiais do pavimento asfáltico pelo processo de fresagem – com uso de equipamento especial, fazendo com que asfalto seja escareado, isto é, arrancado, e no lugar é depositada e compactada nova camada. Nesse segmento não está sendo aplicado o microrrevestimento, pois os trabalhos são pontuais. Com tempo estável, os trabalhos decorrem ao longo dos próximos dias.
As melhorias começaram na semana passada, em Bentos, na pista de sentido Sul-Norte, e estão rumando em direção ao viaduto de acesso à Nova Fazenda (km 300). De lá, a frente de serviços será realocada na pista de sentido Florianópolis-Porto Alegre, fazendo as melhorias no pavimento até chegar ao km 307, ponto inicial dos trabalhos. O segmento foi marcado para as obras de recomposição asfáltica no início do mês de março, onde equipe do DNIT/SC apontou os locais onde as melhorias serão feitas.
Para mais informações, a autarquia mantém canais de interação para usuários, mantido pelo consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons (Gestão Ambiental da BR-101 Sul), através do atendimento gratuito pelo telefone 0800 6030 101 e pelos links úteis no site 101sul.com.br.
 
Antes de construir é preciso saber da Faixa de Domínio
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) reitera aos usuários, moradores e empreendedores localizados próximos da BR-101 Sul/SC que procurem a autarquia antes de iniciar construções próximas às pistas duplicadas e vias lindeiras. Isso é necessário para ter conhecimento da extensão da Faixa de Domínio e Faixa Não Edificante da rodovia federal. Nesta área não é permitido nenhum tipo de estrutura, empreendimentos ou implantação de áreas agricultáveis.
O DNIT/SC vem realizando periodicamente averiguações nos acessos e à construção de novas edificações ao longo das BR-101 Sul. A ação pretende advertir os proprietários que este-jam edificando estruturas de galpões, prédios ou residências dentro da Faixa de Domínio e não respeitando os 15 metros da Faixa Não Edificante, afetando a visibilidade do tráfego ou com-prometendo a segurança dos usuários em acessos às vias lindeiras ou obras de arte especiais (OAEs).
Em caso de constatar que a edificação em andamento esteja comprometendo a trafegabili-dade da rodovia, o DNIT pode embargar a obra. A Lei Federal Nº 10.233/2001, confere ao órgão público poder de atuação sobre a faixa de domínio, bem como estabelecer restrições sobre o uso do solo nas áreas lindeiras a rodovias federais.
Durante a construção de edificações próximas da BR-101 Sul, os executores podem danifi-car estruturas essenciais para a manutenção da rodovia. O processo de terraplenagem do terre-no, por exemplo, pode aterrar acidentalmente valas utilizadas para escoamento das águas de chuva. Essa ação afeta diretamente a rodovia, tendo em vista a elevação do nível das sarjetas para escoamento, com acúmulo e formação de lâmina d’água sobre as faixas de rolagem.
Outro agravante está relacionado à construção física próxima às saídas das pistas centrais para as vias laterais. De acordo ao Manual para Ordenamento do Uso do Solo nas Faixas de Domínio lindeiras a BR-101 Sul, editado pelo DNIT, não havendo o controle dos acessos aos terrenos lindeiros, existe tendência de deterioração progressiva da rodovia, com rápido cresci-mento de atividades nas faixas de domínio e crescimento descontrolado de tráfego cruzando as pistas.
Empreendimentos como indústrias, hotéis, motéis, postos de combustíveis, oficinas mecâni-cas e restaurantes, oferecem aos usuários serviços nas margens da BR-101 Sul. Essas instala-ções são importantes para a rodovia, pois prestam serviços aos motoristas e veículos. A ação do DNIT visa estabelecer padrões para a instalação destas unidades, garantindo a trafegabilidade da rodovia, bem como a segurança dos usuários, funcionários e empreendedores.
Outros trabalhos como aterros e terraplenagens ou a instalação de peças publicitárias, como banners ou outdoors, próximos da BR-101 Sul, necessitam de aprovação do DNIT para a execução.
 
Consulta ao DNIT
Antes de iniciar qualquer processo de construção próximo às margens da BR-101 Sul, os in-teressados deverão procurar as Unidades Locais do DNIT em Santa Catarina. Em Tubarão, a unidade está localizada na rua Dep. Olices Pedra de Caldas, na via lindeira paralela o sentido Sul/Norte da rodovia, entre os viadutos de acesso ao bairro Morrotes e de acesso ao centro da cidade. O horário para atendimento ao público externo é das 8 horas às 17 horas, de segunda-feira à sexta-feira. O telefone para contato é (48) 3626-3342.
 
DNIT/SC recomenda cuidados com formação de nevoeiros na BR-101 Sul
Tubarão (SC)
A chegada da temporada de outono traz a formação de nevoeiros nas pistas e vias laterais da BR-101 Sul catarinense. O evento climático requer atenção redobrada dos motoristas, pois reduz a condição de visibilidade durante o tráfego. Com as temperaturas ficando mais amenas e o frio somado a maior umidade na região, a formação de massa de neblina se tornam mais co-muns na rodovia federal nos próximos meses.
O nevoeiro é formado pela suspensão de gotículas de água em camada de ar próxima ao solo. O fenômeno é mais comum em locais frios, úmidos, elevados ou em planícies, como as do Vale do Araranguá.  Durante o dia, o calor evapora a água, acumulando perto da superfície. As massas de ar levam o vapor para as camadas mais altas da atmosfera. Quando anoitece ou quando a região é atingida por uma frente fria, a temperatura cai, o vapor de água se resfria e condensa, ocasionando a neblina.
O tipo de nevoeiro mais comum que ocorre na BR-101 Sul é o de radiação, sendo visualiza-do em dias com temperaturas baixas, sem ventos e céu limpo durante a noite, e se dissipa quando o frio diminui. É comum entre os meses de abril a setembro. Os trechos com maior ocor-rência de nevoeiros na BR-101 Sul são entre Tubarão a Sombrio, onde há grandes plantações de arroz irrigado. Essas são áreas de terrenos baixos, úmidos e muito frios.
 
Atenção redobrada 
Ao entrar em um nevoeiro, o DNIT/SC e a Policia Rodoviária Federal (PRF) orientam os mo-toristas para trafegarem sempre com os faróis usando a luz baixa. A luz alta dos faróis ofusca a visão dos motoristas que trafegam em sentido contrário. É recomendado o uso da luz de neblina nestas condições.
Com a umidade dos nevoeiros, os vidros dos veículos ficam embaçados, isto ocorre porque a temperatura interna é maior que externa. O recomendado é não fazer a limpeza usando apenas a mão. Para limpar o para-brisa, use uma flanela. Se o nevoeiro estiver muito denso, a PRF recomenda procurar um local seguro e fora do acostamento para estacionar.
Ao reingressar na rodovia, os motoristas devem redobrar a atenção ao fluxo da rodovia, para efetuar o retorno em segurança. Não é permitida a movimentação de veículos pelo acostamento, sendo configurada infração gravíssima, com multa e soma de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Em caso de formação de nevoeiros na BR-101 Sul, os pedestres também precisam redobrar os cuidados. Deve-se evitar ao máximo transitar pelos bordos e acostamentos da rodovia, pois a visibilidade prejudicada pela umidade oferece condições de risco. Aos transportadores de carga é solicitado o uso obrigatório de faixas refletivas fixadas na carroceria ou carreta. O uso é indis-pensável para garantir a segurança nas estradas, principalmente durante a noite, dias chuvosos e em nevoeiros.
A PRF ainda recomenda a redução de velocidade ao entrar em um nevoeiro ou nuvem de fumaça e não realizar ultrapassagens.
 
Portal Engeplus (Criciúma/SC) 
03/04/2017 - segunda-feira
Geral 
 
Dnit faz trabalhos de conservação na ponte Anita Garibaldi e em via lateral
 
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit/SC) faz nesta segunda-feira e terça-feira, trabalhos de limpeza e remoção de sedimentos, restos de pneus, partes automotivas e retirada de vegetação na proteção de concreto no centro das pistas, sobre a ponte Anita Garibaldi. Com os trabalhos, os usuários da BR-101 Sul devem redobrar os cuidados ao trafegar pelas pistas elevadas da travessia, na BR-101 Sul catarinense. 
Além dos trabalhos de limpeza, a autarquia também realiza trabalhos de construção de novo sistema para drenagem em via lateral ao km 316, lindeira ao sentido Florianópolis-Porto Alegre de tráfego, entre a cabeceira Norte da ponte e o viaduto de acesso ao bairro Bananal, já em Pescaria Brava. A frente de trabalhos nesse ponto interrompe a faixa de rolagem da direita. Já sobre a ponte Anita Garibaldi somente o acostamento segue interrompido.
Os trabalhos são pontuais e temporárias e, por isso, requerem mais atenção dos usuários. Todas as frentes de obras tem sinalização provisória instalada, identificando os trabalhos. Ficam os motoristas obrigados a respeitá-la, pois somente assim, estarão evitando acidentes.
Todas as atividades dependem das condições de tempo estável para continuarem. Para in-formações sobre a trafegabilidade na BR-101 Sul, os usuários podem ligar para o Serviço de Atendimento 0800 6030 101 ou acessar o site 101sul.com.br.
 
Portal Sul in Foco (Lauro Müller/SC) 
03/04/2017 - segunda-feira
Trânsito 
 
Dnit/SC faz trabalhos de conservação na ponte Anita Garibaldi e em via lateral
 
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT/SC faz, nesta terça-feira (4), trabalhos de limpeza e remoção de sedimentos, restos de pneus, partes automotivas e reti-rada de vegetação na proteção de concreto no centro das pistas, sobre a ponte Anita Garibaldi. Com os trabalhos, os usuários da BR-101 Sul devem redobrar os cuidados ao trafegar pelas pis-tas elevadas da travessia, na BR-101 Sul catarinense.
Além dos trabalhos de limpeza, a autarquia também realiza trabalhos de construção de novo sistema para drenagem em via lateral ao km 316, lindeira ao sentido Florianópolis-Porto Alegre de tráfego, entre a cabeceira Norte da ponte e o viaduto de acesso ao bairro Bananal, já em Pescaria Brava. A frente de trabalhos nesse ponto interrompe a faixa de rolagem da direita. Já sobre a ponte Anita Garibaldi somente o acostamento segue interrompido.
Os trabalhos são pontuais e temporárias e, por isso, requerem mais atenção dos usuários. Todas as frentes de obras tem sinalização provisória instalada, identificando os trabalhos. Ficam os motoristas obrigados a respeitá-la, pois somente assim, estarão evitando acidentes.
Todas as atividades dependem das condições de tempo estável para continuarem. Para in-formações sobre a trafegabilidade na BR-101 Sul, os usuários podem ligar para o Serviço de Atendimento 0800 6030 101 ou acessar o site 101sul.com.br.
 
Jornal Folha Regional (Jaguaruna/SC) 
04/04/2017 – terça-feira 
Segurança 
 
Com melhorias nas pistas da BR-101, fique atento ao limite de velocidade
 
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) retoma nesta terça-feira, 04, trabalhos de melhorias no pavimento da BR-101 Sul catarinense entre o km 300 ao km 304, em Laguna.
O tempo instável na semana passada trouxe prejuízo ao avanço dos trabalhos, deixando a base das pistas ainda com umidade excessiva na manhã desta segunda-feira (03). Com a reto-mada da frente de obras, os motoristas devem atentar para o estreitamento das faixas de rola-gem e a redução no limite de velocidade.
A movimentação de trabalhadores e equipamentos sobre as pistas da rodovia federal é cer-ceada pela sinalização provisória de obras. Esse espaço isola os trabalhos do fluxo de veículos, resguardando a segurança de todos e fazendo com que o tráfego de veículos flua. Dentro da quantidade de elementos para sinalização provisória há sinais de advertência indicando a redução no limite de velocidade. Nas pistas duplicadas, os veículos de pequeno porte podem transitar até 110 km/h e os de grande porte tem limite máximo de 90 km/h. Nos espaços em obras, esse limite passa a ser de 60 km/h para todos os tipos de veículos.
Os trabalhos de melhorias executados pelo DNIT/SC em trecho da BR-101 no Sul catari-nense consistem na remoção das camadas superficiais do pavimento asfáltico pelo processo de fresagem – com uso de equipamento especial, fazendo com que asfalto seja escareado, isto é, arrancado, e no lugar é depositada e compactada nova camada. Nesse segmento não está sendo aplicado o microrrevestimento, pois os trabalhos são pontuais. Com tempo estável, os trabalhos decorrem ao longo dos próximos dias.
As melhorias começaram na semana passada, em Bentos, na pista de sentido Sul-Norte, e estão rumando em direção ao viaduto de acesso à Nova Fazenda (km 300). De lá, a frente de serviços será realocada na pista de sentido Florianópolis-Porto Alegre, fazendo as melhorias no pavimento até chegar ao km 307, ponto inicial dos trabalhos. O segmento foi marcado para as obras de recomposição asfáltica no início do mês de março, onde equipe do DNIT/SC apontou os locais onde as melhorias serão feitas.
 
Rádio Difusora AM 570 (Laguna/SC) 
04/04/2017 - terça-feira
Notícias 
 
Com melhorias nas pistas da BR-101, fique atento ao limite de velocidade
 
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) retoma nesta terça-feira, 04, trabalhos de melhorias no pavimento da BR-101 Sul catarinense entre o km 300 ao km 304, em Laguna. O tempo instável na semana passada trouxe prejuízo ao avanço dos trabalhos, deixando a base das pistas ainda com umidade excessiva na manhã desta segunda-feira (03). Com a retomada da frente de obras, os motoristas devem atentar para o estreitamento das faixas de rolagem e a redução no limite de velocidade.
A movimentação de trabalhadores e equipamentos sobre as pistas da rodovia federal é cer-ceada pela sinalização provisória de obras. Esse espaço isola os trabalhos do fluxo de veículos, resguardando a segurança de todos e fazendo com que o tráfego de veículos flua. Dentro da quantidade de elementos para sinalização provisória há sinais de advertência indicando a redução no limite de velocidade. Nas pistas duplicadas, os veículos de pequeno porte podem transitar até 110 km/h e os de grande porte tem limite máximo de 90 km/h. Nos espaços em obras, esse limite passa a ser de 60 km/h para todos os tipos de veículos.
Os trabalhos de melhorias executados pelo DNIT/SC em trecho da BR-101 no Sul catari-nense consistem na remoção das camadas superficiais do pavimento asfáltico pelo processo de fresagem – com uso de equipamento especial, fazendo com que asfalto seja escareado, isto é, arrancado, e no lugar é depositada e compactada nova camada. Nesse segmento não está sendo aplicado o microrrevestimento, pois os trabalhos são pontuais. Com tempo estável, os trabalhos decorrem ao longo dos próximos dias.
As melhorias começaram na semana passada, em Bentos, na pista de sentido Sul-Norte, e estão rumando em direção ao viaduto de acesso à Nova Fazenda (km 300). De lá, a frente de serviços será realocada na pista de sentido Florianópolis-Porto Alegre, fazendo as melhorias no pavimento até chegar ao km 307, ponto inicial dos trabalhos. O segmento foi marcado para as obras de recomposição asfáltica no início do mês de março, onde equipe do DNIT/SC apontou os locais onde as melhorias serão feitas.
Para mais informações, a autarquia mantém canais de interação para usuários, mantido pelo consórcio Concremat-Tecnosolo-WorleyParsons (Gestão Ambiental da BR-101 Sul), através do atendimento gratuito pelo telefone 0800 6030 101 e pelos links úteis no site 101sul.com.br.
 
DNIT/SC faz trabalhos de conservação na ponte Anita Garibaldi e em via lateral
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) faz nesta segunda-feira e terça-feira, trabalhos de limpeza e remoção de sedimentos, restos de pneus, partes au-tomotivas e retirada de vegetação na proteção de concreto no centro das pistas, sobre a ponte Anita Garibaldi. Com os trabalhos, os usuários da BR-101 Sul devem redobrar os cuidados ao trafegar pelas pistas elevadas da travessia, na BR-101 Sul catarinense. 
Além dos trabalhos de limpeza, a autarquia também realiza trabalhos de construção de novo sistema para drenagem em via lateral ao km 316, lindeira ao sentido Florianópolis-Porto Alegre de tráfego, entre a cabeceira Norte da ponte e o viaduto de acesso ao bairro Bananal, já em Pescaria Brava. A frente de trabalhos nesse ponto interrompe a faixa de rolagem da direita. Já sobre a ponte Anita Garibaldi somente o acostamento segue interrompido.
Os trabalhos são pontuais e temporárias e, por isso, requerem mais atenção dos usuários. Todas as frentes de obras tem sinalização provisória instalada, identificando os trabalhos. Ficam os motoristas obrigados a respeitá-la, pois somente assim, estarão evitando acidentes.
Todas as atividades dependem das condições de tempo estável para continuarem. Para in-formações sobre a trafegabilidade na BR-101 Sul, os usuários podem ligar para o Serviço de Atendimento 0800 6030 101 ou acessar o site 101sul.com.br.
 
Rádio Eldorado AM 570/ FM 89,5 (Criciúma/SC) 
04/04/2017 - terça-feira
Notícias/Jornalismo  
 
DNIT alerta para formação de nevoeiros na BR-101
Com o outono, o clima é propício
 
A chegada da temporada de outono traz a formação de nevoeiros nas pistas e vias laterais da BR-101 Sul catarinense. O evento climático requer atenção redobrada dos motoristas, pois reduz a condição de visibilidade durante o tráfego. Com as temperaturas ficando mais amenas e o frio somado a maior umidade na região, a formação de massa de neblina se tornam mais co-muns na rodovia federal nos próximos meses.
O nevoeiro é formado pela suspensão de gotículas de água em camada de ar próxima ao solo. O fenômeno é mais comum em locais frios, úmidos, elevados ou em planícies, como as do Vale do Araranguá.  Durante o dia, o calor evapora a água, acumulando perto da superfície. As massas de ar levam o vapor para as camadas mais altas da atmosfera. Quando anoitece ou quando a região é atingida por uma frente fria, a temperatura cai, o vapor de água se resfria e condensa, ocasionando a neblina.
O tipo de nevoeiro mais comum que ocorre na BR-101 Sul é o de radiação, sendo visualiza-do em dias com temperaturas baixas, sem ventos e céu limpo durante a noite, e se dissipa quando o frio diminui. É comum entre os meses de abril a setembro. Os trechos com maior ocor-rência de nevoeiros na BR-101 Sul são entre Tubarão a Sombrio, onde há grandes plantações de arroz irrigado. Essas são áreas de terrenos baixos, úmidos e muito frios.
Atenção redobrada – Ao entrar em um nevoeiro, o DNIT/SC e a Policia Rodoviária Federal (PRF) orientam os motoristas para trafegarem sempre com os faróis usando a luz baixa. A luz alta dos faróis ofusca a visão dos motoristas que trafegam em sentido contrário. É recomendado o uso da luz de neblina nestas condições.
Com a umidade dos nevoeiros, os vidros dos veículos ficam embaçados, isto ocorre porque a temperatura interna é maior que externa. O recomendado é não fazer a limpeza usando apenas a mão. Para limpar o para-brisa, use uma flanela. Se o nevoeiro estiver muito denso, a PRF recomenda procurar um local seguro e fora do acostamento para estacionar.
Ao reingressar na rodovia, os motoristas devem redobrar a atenção ao fluxo da rodovia, para efetuar o retorno em segurança. Não é permitida a movimentação de veículos pelo acostamento, sendo configurada infração gravíssima, com multa e soma de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Em caso de formação de nevoeiros na BR-101 Sul, os pedestres também precisam redobrar os cuidados. Deve-se evitar ao máximo transitar pelos bordos e acostamentos da rodovia, pois a visibilidade prejudicada pela umidade oferece condições de risco. Aos transportadores de carga é solicitado o uso obrigatório de faixas refletivas fixadas na carroceria ou carreta. O uso é indis-pensável para garantir a segurança nas estradas, principalmente durante a noite, dias chuvosos e em nevoeiros.
A PRF ainda recomenda a redução de velocidade ao entrar em um nevoeiro ou nuvem de fumaça e não realizar ultrapassagens.
 

 

 

Voltar para Todos os Clippings
menu_esquerdo
LAGUNA/SC
TUBARÃO/SC
PALHOÇA/SC
COMPARTILHE

Acesse a ESGA TV

 
 
 
EVENTOS AO VIVO

 

Todos os Direitos Reservados | 101sul.com.br | CONCREMAT - TECNOSOLO - WORLEYPARSONS